Entre eles está o vice-prefeito da cidade de Arantina (MG), José Geraldo da Silva; dos 13 tripulantes, oito foram resgatados

O Dia

Cinco pessoas estão desaparecidas após o naufrágio de uma embarcação em Angra dos Reis, perto da Praia de Provetá, no Rio de Janeiro, na noite do último sábado (28).

De acordo com a Fundação de Turismo de Angra (TurisAngra), entre elas está o vice-prefeito da cidade de Arantina (MG), José Geraldo da Silva. Dos 13 tripulantes que estavam a bordo, oito foram resgatados.

Equipes de resgate foram até a Baía de Ilha Grande para continuar as buscas pelos desaparecidos
Jadson Marques/Futura Press
Equipes de resgate foram até a Baía de Ilha Grande para continuar as buscas pelos desaparecidos

O trabalho de buscas, que começou ainda na noite de ontem, continua na Baía de Ilha Grande, com três barcos da Marinha do Brasil, além de lanchas e um helicóptero do Corpo de Bombeiros. Mergulhadores serão acionados para procurar por corpos no interior da embarcação.

O acidente aconteceu com um dos quatro barcos em que estavam turistas de um mesmo grupo proveniente de Minas Gerais para realizar um campeonato de pesca. Segundo a TurisAngra, a confraternização já era uma tradição entre os amigos mineiros. 

Segundo a Marinha, um inquérito será instaurado para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades pelo ocorrido. O prazo para conclusão é de 90 dias. De acordo com informações da 166ª DP (Angra dos Reis), as investigações estão em andamento. Testemunhas prestaram depoimento e a unidade intimará as vítimas para serem ouvidas. Agentes estão em busca de informações que possam ajudar no caso.

*Com informações da Agência Brasil

Fonte:  O Dia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.