Os seis reservatórios que formam o Cantareira estão operando com 19,9% de sua capacidade, variação que representa uma queda de 0,1 ponto percentual

Agência Brasil

O Sistema Cantareira chega ao final de abril com apenas metade da quantidade de chuva que era esperada para todo o mês, acumulando 45,3 milímetros (mm) diante da média histórica de 89,8 mm. Entre ontem (29) e hoje (30), pela segunda vez nessa semana, caiu o nível desse manancial de onde é retirada a água para o abastecimento de 5,4 milhões de pessoas na região metropolitana de São Paulo.

Leia mais:

Infográfico: veja a situação atual dos reservatórios de água de São Paulo

Com chuva abaixo da média, Grande SP chega à estiagem com menos água que em 2014

Os seis reservatórios que formam o Cantareira estão operando com 19,9% de sua capacidade, variação que representa uma queda de 0,1 ponto percentual. Anteontem (28), o nível tinha baixado de 20,1% para 20% depois de permanecer 86 dias entre elevações e estabilidade.

Pela nova metodologia de medição da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), que leva em conta a utilização da reserva técnica (água que fica abaixo das comportas), o nível baixou de 15,5% para 15,4%. O déficit em relação ao volume útil (água que fica acima das comportas) está em 9,3%.

A pluviometria também ficou abaixo da média na represa do Guarapiranga com acumulado de 20,6 mm, equivalente a 28% do total esperado (73,3 mm). Nesse Sistema, o nível teve redução de 0,2 ponto percentual, passando de 82% para 81,8%.

No Alto Cotia, o nível manteve-se estável em 65,5% com acúmulo de 31,8mm  de água, o que representa 39,2% do previsto (81,1 mm). Ocorreu estabilidade ainda no Sistema Rio Grande que opera com 95,6% de sua capacidade. Apesar de ter um bom índice de represamento, o Rio Grande também teve captação inferior ao esperado, com 73,2 mm de acúmulo, enquanto a média fixada está em 106 mm.

Nos dois sistemas restantes administrados pela Sabesp, o volume de chuva superou a média histórica: Rio Claro armazenou 263,4 mm, 31,6% mais que o esperado com o nível em alta de 47,9% para 49,8%; e o Alto Tietê com o nível estável em 22,3% recebeu 116,7 mm ou 20% acima da média para o período (97,4 mm).


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.