Carros deverão ser equipados com extintor tipo ABC a partir de 1º de julho

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Prorrogação foi adotada pela segunda vez por falta do equipamento no mercado; multa para quem não se adequar é de R$ 127,69, além de cinco pontos na carteira de habilitação

Motoristas terão até o dia 1º de julho para equipar os seus carros com um extintor do tipo ABC, segundo o Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que anunciou mais uma prorrogação do prazo. A falta do equipamento no mercado foi determinante para a ampliação do prazo no início deste ano. 

Uso do extintor de incêndio do tipo ABC em veículos passa a ser obrigatório a partir de 1º de julho
Agência Brasil (arquivo)
Uso do extintor de incêndio do tipo ABC em veículos passa a ser obrigatório a partir de 1º de julho

No entanto, segundo o Contran, após esse prazo, os motoristas que não cumprirem a determinação podem ter de pagar R$ 127,69 de multa e ainda perder cinco pontos na carteira de habilitação.

Leia também: Motoristas não encontram novo modelo de extintor exigido

De acordo com o órgão, a medida garante maior segurança aos motoristas e passageiros. Isso porque os extintores com carga ABC são mais modernos e têm capacidade de combater princípios de incêndio em materiais sólidos, líquidos inflamáveis e equipamentos energizados.

A substituição do extintor BC para o ABC foi determinada pelo Contran há mais de 10 anos, em 2004, por meio da resolução 157. O extintor deverá ficar acoplado em um dos bancos dianteiros dos veículos, para facilitar o acesso ao equipamento.

Diferenças

Para cada classe de fogo existe um tipo de extintor indicado ao combate das chamas. O novo extintor exigido tem capacidade para eliminar chamas de classes A, B e C.

O modelo anterior era eficiente apenas para as classes B e C. A letra A indica que a carga do extintor é eficiente para combater chamas que se propagam por materiais sólidos, como, por exemplo, bancos, tapetes e painéis. Já a letra B serve para eliminar chamas causadas por líquidos inflamáveis, como gasolina, óleo diesel, querosene, etc. Por fim, a letra C combate o fogo em equipamentos elétricos, como bateria, fiação, entre outros.

O extintor ABC também tem validade maior, de cinco anos. O do tipo BC vence a cada três anos e pode ser reabastecido uma vez, com validade de um ano após a nova carga. Agora, passado o prazo de validade, será necessário descartar o equipamento e adquirir um novo.


Leia tudo sobre: extintor de incêndioABC

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas