Foram registrados 460,5 mil casos da doença no primeiro trimestre, segundo ministério; 132 dos infectados morreram

O número de casos de dengue no primeiro trimestre de 2015 cresceu 240,1% no Brasil em relação ao mesmo período do ano passado, divulgou o Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (13).

Leia mais:
Casos de dengue crescem 139% em SP; ministro diz que números devem aumentar

O balanço, que inclui todos os casos registrados no País entre 1º de janeiro e 28 de março, mostra um total de 460,5 mil pessoas infectadas pelo vírus no período contra 135,3 mil de 2014. 

Além disso, cresceu também o número de mortos em consequência da dengue. Foram a óbito no período 132 pessoas, de acordo com o balanço, um aumento de 29% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, quando morreram 102 dos infectados.

Larvas da espécia Aedes Aegypti, transmissora da doença que já é tratada como epidemia no Brasil
Agência Brasil
Larvas da espécia Aedes Aegypti, transmissora da doença que já é tratada como epidemia no Brasil

Houve, ainda, aumento do número de casos graves. Foram 235 em 2015, 39,1% a mais aos 169 registrados no mesmo período de 2014. 

Maior incidência é no Centro-Oeste
Segundo os dados da pasta, a Região Centro-Oeste apresenta a maior incidência de casos da doença, mantendo o índice de 393,3 por 100 mil habitantes (59.855 casos) nos primeiros três meses do ano.

Em seguida vêm as regiões Sudeste, com 357,5 por 100 mil habitantes (304.251 casos); Norte, com 112,4 por 100 mil habitantes (19.402 casos); e Nordeste, com 91,2 por 100 mil habitantes (51.521 casos).

O Sul do País, com 88,8 por 100 mil habitantes (25.773 casos), é, assim como já ocorre anualmente, é a região com menor incidência da dengue.

Leia também:
Prefeitura confirma mais duas mortes por dengue em São Paulo
Rio registra três vezes mais casos de dengue do que no ano passado

Já em relação aos municípios, São João do Caiuá (PR), com 16.760 casos de dengue por 100 mil habitantes, foi aquele com maior número de doentes por habitante no primeiro trimestre de 2015.

Em seguida vêm quatro municípios paulistas: Trabiju, com 14.303 por 100 mil habitantes; Paraguaçu Paulista, com 13.738 por 100 mil habitantes; Estrela D’Oeste, com 11.513 por 100 mil habitantes; e Florínia, com 9.039 por 100 mil habitantes.

* Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.