MST protesta em pelo menos 20 Estados

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Entre as ações, estão o bloqueio de rodovias e a ocupação de propriedade rurais, prédios públicos e agências bancárias

Agência Brasil

Mulheres do MST protestam em Salvador, na Bahia (11.03.15)
divulgação/MST
Mulheres do MST protestam em Salvador, na Bahia (11.03.15)

Em protesto contra o avanço do agronegócio no país, manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) organizaram manifestações nesta quarta-feira (11) em pelo menos 22 Estados e no Distrito Federal. Entre as ações, estão o bloqueio de rodovias e a ocupação de propriedade rurais, prédios públicos e agências bancárias.

Hoje: Sem-teto desbloqueiam entrada do Ministério da Fazenda

CUT nega pedido do governo para cancelar manifestação

De acordo com o MST, os protestos mobilizam mais de 30 mil pessoas pelo país, e fazem parte das agendas da Jornada Nacional de Lutas das Mulheres Camponesas e da Jornada Unitária do Campo.

As ações ocorrem, segundo o MST, em Santa Catariana, no Rio Grande do Sul, Maranhão, Paraná, em São Paulo, na Bahia, no Distrito Federal, na Paraíba, em Goiás, Alagoas, Sergipe, Mato Grosso, no Tocantins, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, em Pernambuco, no Piauí, em Mato Grosso do Sul e outros estados.

“Os trabalhadores rurais denunciam o modelo do agronegócio no campo brasileiro e propõem a agroecologia como alternativa ao capital estrangeiro na agricultura”, diz nota divulgada pelo MST.

Na Paraíba, por exemplo, mulheres ligadas ao movimento bloquearam cinco rodovias em diferentes regiões do estado. No DF, cerca de 100 famílias de trabalhadores rurais ocuparam nesta madrugada a Fazenda Adeluca, que pertence à Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap). O MST argumenta que a propriedade é improdutiva e reivindica a desapropriação do imóvel para reforma agrária.

Leia tudo sobre: MSTProtestoagronegócio

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas