Mais quatro casas podem ser interditadas após desmoronamento em Itaquaquecetuba

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Casa desabou e outros seis imóveis foram interditados por deslizamento nessa segunda. Suspeita de que obra da Sabesp seja responsável pelas infiltrações que causaram o acidente

Agência Brasil

Mais quatro moradias poderão ser interditadas em Itaquaquecetuba, na região metropolitana de São Paulo, elevando para 11 o total de habitações consideradas inseguras pela Defesa Civil após o deslizamento de terra ocorrido na noite de ontem (10).

Segundo a prefeitura, além do desabamento de um imóvel, seis casas foram totalmente interditadas, uma teve interdição parcial e quatro passam por vistorias técnicas por causa da presença de rachaduras nas paredes.

Há suspeita de que a estrutura desses imóveis, localizados no bairro Morada Feliz, tenham sido abaladas após infiltrações de água causadas pelo estouro de canos da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). A prefeitura de Itaquaquecetuba informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que técnicos da Sabesp concluem nesta manhã os trabalhos de uma obra no local.

Mais cedo, a Sabesp informou que “caso seja comprovada sua responsabilidade no desabamento de uma residência, entrará em contato com o morador para ressarcir os danos materiais”. Os desalojados continuam abrigados em casas de parentes.

Além das moradias atingidas, duas ruas estão parcialmente vetadas à circulação de veículos. Em uma delas abriu-se uma cratera, onde caiu parte de um caminhão. Sem enxergar o buraco, o motorista acabou jogando a frente do veículo sobre a erosão ontem à noite.

De acordo com a prefeitura, os servidores municipais trabalham tanto na retirada do veículo quanto na limpeza dos destroços da casa que desmoronou

Leia tudo sobre: itaquaquecetubaigspsabesp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas