Uruguai e Brasil inauguram parque eólico construído em parceria

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Em evento com José Mujica, presidente Dilma Rousseff disse que obra vai dar mais segurança energética para os dois países

Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff participou hoje (28) do último ato oficial do presidente uruguaio, José Pepe Mujica, que inaugurou o Parque Eólico Artilleros, construído pelos dois países numa parceria entre as empresas Eletrobras e UTE/Uruguai.

Segundo a presidenta, o empreendimento vai fazer a integração entre os sistemas elétricos dos dois países. ”Junto com esses cataventos, esses moinhos de vento, como dizem os uruguaios, nós vamos ter também uma linha de transmissão que vai permitir que, no Brasil e no Uruguai, nós construamos um sistema interligado de geração de energia, que vai dar mais segurança para as nossas populações e uma energia de melhor qualidade e mais barata”, disse.

Dilma ressaltou que um sistema interligado é muito importante para a redução de impacto nas mudanças de conjuntura de cada local. “Se você, cada vez mais, interligar essas regiões, criar redes de transmissão que levem energia de um lado para o outro, melhora. No passado, quando nós começamos esse processo, tinha água no Brasil, e faltava água na Argentina e no Uruguai. Agora, inverteu. Então, o que nós temos de ter é uma ação conjunta comum, para garantir que haja um sistema elétrico latino-americano de qualidade”, defendeu a presidenta.

Parque Eólico
Reprodução
Parque Eólico

O evento aconteceu no último dia de governo do presidente Mujica, que amanhã entrega o cargo ao presidente eleito Tabaré Vázquez. “[O presidente Mujica] é uma liderança com compromisso com seu povo e com todo o povo latino-americano. É, ao mesmo tempo, uma pessoa encantadora, como vocês já viram aqui. Uma pessoa que está à frente do seu tempo, e isso é algo muito importante, porque um país e um continente se desenvolvem se têm utopias. E o presidente Mujica é um presidente que tem a realidade e a utopia compartilhadas”, disse a presidente.

Leia tudo sobre: uruguaibrasilenergia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas