Caminhoneiros mantêm 46 bloqueios em estradas do País; maioria na região Sul

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Boletim da Polícia Rodoviária indica 35 bloqueios nas estradas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná neste sábado

Caminhoneiros mantêm 46 interdições em estradas de 9 Estados, a maioria delas estão na região Sul. O boletim da Polícia Rodoviária Federal foi fechado às 20h deste sábado (28).

O Rio Grande do Sul tem 19 interdições, em Santa Catarina são 12 bloqueios e no Paraná há outros quatro. Há bloqueios também no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Maranhão, Ceará e Rio de Janeiro.

Os manifestantes pedem, entre outras coisas, o aumento no valor pago pelo serviço de frete e a redução do preço do diesel. 

Caminhão atropela e mata manifestante

Na manhã deste sábado, o caminhoneiro Cléber Adriano Machado Ouriques foi atropelado e morreu na paralisação em São Sepé, no Rio Grande do Sul. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, Cléber tentava impedir a passagem de um veículo. O motorista não parou e atingiu a vítima que acabou falecendo na pista.

Veja imagens das interdições por todo o País

Caminhoneiros fazem manifestação na BR-116 Norte, em Feira de Santana
. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros fazem manifestação na BR-116 Norte, em Feira de Santana
. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros fazem manifestação na BR-116 Norte, em Feira de Santana
. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros fazem manifestação na BR-116 Norte, em Feira de Santana
. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros fazem manifestação na BR-116 Norte, em Feira de Santana
. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros tomam banho em córrego ao lado da Rodovia BR 040, em Minas, durante paralisação da categoria. Foto: Flávio Tavares/Hoje em Dia/Futura PressCaminhões parados na BR 040, em Belo Horizonte, nesta terça-feira (24), sexto dia de greve. Foto: Flávio Tavares/Hoje em Dia/Futura PressJustiça determina desocupação de rodovias no RS. Foto: Futura PressOs estados mais prejudicados pelos caminhoneiros são Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Foto: Valter Campanato/Agência BrasilCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos Públicas

Negociação e multa diária

Na quinta-feira (26), quando eram 88 os pontos de interdição, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou multas entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por hora para os caminhoneiros que continuassem obstruindo as estradas.

Antes disso, o governo havia se reunido com representantes da categoria e anunciadoacordo. Pela proposta, o governo prometeu sancionar a Lei dos Caminhoneiros sem vetos, prorrogar por 12 meses o pagamento de caminhões por meio do Programa Procaminhoneiro e criar, por meio de negociação entre caminhoneiros e empresários, uma tabela referencial de frete. Nesse item, os representantes dos caminhoneiros pediram que o governo atue na mediação com os empresários.

Mesmo assim, os protestos não acabaram, porque parte dos manifestantes não concorda com a negociação feita.


Leia tudo sobre: caminhõesestradasinterdiçõesdiesel

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas