Protesto ganha força e caminhoneiros bloqueiam rodovias em 11 Estados do País

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Bahia, Ceará, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo registravam interdições na noite desta terça-feira

As manifestações de caminhoneiros ganharam força pelas rodovias do Brasil ao longo desta terça-feira (24). Antes limitados a sete Estados, os protestos se espalharam pelo território nacional e foram responsáveis por interditar pontos em 11 unidades federativas, aprofundando a paralisação que chegou ao seu quinto dia consecutivo. 

Veja fotos dos bloqueios mantidos por caminhoneiros no Brasil:

Caminhoneiros fazem manifestação na BR-116 Norte, em Feira de Santana
. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros fazem manifestação na BR-116 Norte, em Feira de Santana
. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros fazem manifestação na BR-116 Norte, em Feira de Santana
. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros fazem manifestação na BR-116 Norte, em Feira de Santana
. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros fazem manifestação na BR-116 Norte, em Feira de Santana
. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros tomam banho em córrego ao lado da Rodovia BR 040, em Minas, durante paralisação da categoria. Foto: Flávio Tavares/Hoje em Dia/Futura PressCaminhões parados na BR 040, em Belo Horizonte, nesta terça-feira (24), sexto dia de greve. Foto: Flávio Tavares/Hoje em Dia/Futura PressJustiça determina desocupação de rodovias no RS. Foto: Futura PressOs estados mais prejudicados pelos caminhoneiros são Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Foto: Valter Campanato/Agência BrasilCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos PúblicasCaminhoneiros mantêm bloqueios de rodovias federais. Foto: Fotos Públicas


No mais recente balanço da Polícia Rodoviária Federal, os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Bahia, Ceará, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Santa Catarina e Rio Grande do Sul registravam interdições em rodovias. No litoral paulista, caminhoneiros bloquearam os acessos ao porto de Santos, o maior do País, levando São Paulo a ser a 11ª unidade federativa a registrar paralisações. 

Assim, os 69 pontos de interdição pela manhã se transformaram em mais de uma centena ao longo do dia. A mais recente delas foi registrada no Rio Grande do Sul, até agora o Estado mais afetado pela greve, no quilômetro 155,5 da BR 472, na cidade de Santa Rosa. No total, 38 trechos tinham pontos interditados em território gaúcho até às 21h30 desta terça-feira.

Também bastante afetado, o Estado de Santa Catarina tinha 22 pontos bloqueados em oito rodovias federais diferentes. Na BR-262, no quilômetro 645, próximo ao município de São Miguel do Oeste, a interdição já durava desde quarta-feira (18).

Leia mais:
Greve de caminhoneiros: Justiça determina desocupação de rodovias no RS
Justiça determina liberação de rodovias bloqueadas em MG, diz AGU

O Paraná, por sua vez, tinha 19 trechos de seis rodovias bloqueados por caminhoneiros. Na BR-163, em ponto próximo à cidade de Santo Antônio do Sudoeste, a interdição teve início na quinta-feira (19). Em Mato Grosso, 17 pontos de quatro rodovias se mantinham parcialmente interditados às 21h desta terça (24). Em Minas Gerais eram oito os pontos de bloqueio; em Mato Grosso do Sul, quatro.

Na Bahia, quatro trechos das BRs 020, 242 e 116 foram interditados pela manhã. No Ceará, o trecho da BR-116 no município de Eusébio foi bloqueado durante a tarde. Já em Itumbiara, no Estado de Goiás, um ponto acabou inteditado por volta das 19h desta terça, no Km 702 da BR 153.

A 3ª Vara Federal de Pelotas (RS) estabeleceu multa no valor de R$ 5 mil por hora por permanência não autorizada em rodovias do Estado, exigindo imediata desobstrução das vias. O mesmo ocorreu em Minas Gerais, por meio de decisão da Justiça Federal.

Leia tudo sobre: caminhoneiroscaminhõesrodovias federais

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas