Após dois dias de buscas, quatro funcionários de plataforma seguem desaparecidos

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Até às 18h desta quinta-feira, apenas cinco corpos haviam sido encontrados pelas equipes de resgate no Espírito Santo

O segundo dia de buscas por desaparecidos vítimas da explosão no navio-plataforma da Petrobras FPSO Cidade de São Mateus, no Espírito Santo, terminou de forma frustrada, nesta quinta-feira (12).

Veja fotos da explosão que deixou cinco mortos e quatro desaparecidos no ES:

  Ambulâncias aguardam chegada das vítimas transportadas por helicóptero. Foto: Divulgação 
Plataforma da Petrobras explode no ES e deixa mortos e feridos
. Foto: Petrobras/DivulgaçãoAinda não está claro o que provocou a explosão em plataforma da Petrobras no Espírito Santo. Foto: Reprodução/PetrobrasImagens aéreas mostram a plataforma da Petrobras no Espírito Santo. Foto: Reprodução/YoutubeExplosão em plataforma da Petrobras deixou mortos e feridos. Foto: Reprodução/YoutubeExplosão em plataforma da Petrobras. Foto: Reprodução/PetrobrasExplosão em plataforma da Petrobras. Foto: Reprodução/PetrobrasO balão verde mostra no mapa a localização da FPSO Cidade São Mateus, plataforma da Petrobras no litoral do Espírito Santo. Foto: Reprodução/PetrobrasValor de mercado da Petrobras equivale a um terço do registrado há apenas quatro meses. Foto: Reuters Aldemir Bendine assumiu a presidência da Petrobras na última sexta-feira(6). Foto: Valter Campanato/ABr

Às 18h, as equipes de resgate – compostas por homens do Corpo de Bombeiros, peritos e funcionários da BW Offshore, responsável pelas operações na plataforma – precisaram encerrar as buscas do dia devido à falta de luz natural. Quatro pessoas continuam desaparecidas.

Leia mais:
Navio-plataforma da Petrobras operava de forma irregular, diz Crea
Após acidente em plataforma da Petrobras, ações da estatal fecham em alta

Nesta quinta, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) confirmou ter encontrado o corpo da quinta vítima fatal da explosão, ocorrida às 12h50 de quarta-feira (11). Segundo o órgão, o número total de feridos foi de 26.

A ANP ainda disse não ter conhecimento do motivo da explosão. De acordo com o órgão, o local do acidente permanece "inundado e inacessível". "A ANP abriu processo de investigação do incidente para identificação das causas e das não conformidades do sistema de gestão de segurança operacional", resumiu a nota.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas