Greve de médicos ligados a organização social completa 23 dias em Araçatuba (SP)

Por Anderson Passos - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Profissionais vinculados à Associação Saúde da Família não chegaram a acordo no Ministério do Trabalho

A greve dos médicos vinculados à organização social Associação Saúde da Família (ASF), em Araçatuba (515 quilômetros de São Paulo), completa nesta terça-feira (10) o 23º dia sem perspectiva de acordo.

Vereadores de Araçatuba receberam médicos em greve no último dia (3)
Angelo Cardoso/Câmara de Vereadores de Araçatuba
Vereadores de Araçatuba receberam médicos em greve no último dia (3)

Leia mais: Médicos e prefeitura participarão de mesa de negociação no interior paulista

Médicos estão em greve há 16 dias em Araçatuba

A ASF é responsável pelo atendimento médico em algumas unidades básicas de saúde do município. Nesta segunda-feira (9), em reunião no Ministério do Trabalho, os médicos reduziram a pedida salarial – de R$ 11 mil por 30 horas semanais para R$ 10,7 mil. A empresa rejeitou o acordo e ainda não há nova data para nova conciliação.

Reunião anterior

Na última quinta-feira (5), a Associação Saúde da Família apresentou a sugestão de pagamento de um abono de R$ 500 atrelado à produtividade. Nesta segunda-feira, os médicos vão apresentar sua contraproposta.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Araçatuba afirma que médicos do município e profissionais oriundos do programa federal Mais Médicos estão reforçando o atendimento ambulatorial em UBSs não atendidas pela Associação Saúde da Família. 


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas