Número de acidentes com mortes nas estradas brasileiras cai quase 3% em 2014

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, acidentes diminuíram de 186.698, registrados em 2013, para 68.593 no ano passado

Agência Brasil

O número de acidentes, feridos e mortes nas rodovias do país em 2014 cai em relação a 2013, informa o balanço de atividades da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta segunda-feira (9). Os acidentes diminuíram de 186.698, registrados em 2013, para 68.593, em 2014, queda de 9,6%.

Nos acidentes em que houve feridos, a redução foi 3,2%. Nos casos de acidentes com óbito no local, a diminuição apurada chegou a 2,3%. Em valores absolutos, 2014 terminou o ano com 100.396 acidentes envolvendo feridos, em comparação a 103.752 em 2013. Em termos de acidentes com registro de óbito, houve 8.227 casos em 2014 contra 8.425 em 2013.

A PRF informou ainda que a maioria dos acidentes está relacionados à falta de obediência às leis de  trânsito. Das ocorrências que resultaram em mortes, por exemplo, a falta de atenção correspondeu a 32% do total dos casos, enquanto a velocidade incompatível com as normas de segurança nas estradas correspondeu a 20% dos casos. As ultrapassagens indevidas foram apontadas como causa em 12% dos casos.

Os condutores dos veículos (motocicletas e automóveis) representam 57% dos casos de óbitos. O maior número de óbitos ocorre na faixa de condutores entre 25 e 38 anos. Passageiros e pedestres, juntos, somam 43% das mortes.

Os acidentes ocorrem com mais frequência em zonas urbanas: 53%. Quando há mortes, todavia, eles estão mais concentrados nas zonas rurais: 70% dos casos.

Os dados apresentados também indicam que houve um aumento na frota do país. Em 2013, o Brasil contava com pouco mais de 80 milhões de veículos em circulação, número que subiu para 86,7 milhões em 2014. Desde 2003, o aumento do número de veículos chega a 136%.

Ainda de acordo com o balanço, as operações de fiscalização acontecem com mais frequência às sextas, aos sábados e aos domingos. Os dados já estão divulgados na página da internet daPRF.

Leia tudo sobre: prfrodoviasbrasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas