Secretário de Segurança Pública da BA, Maurício Barbosa disse confiar na versão dos policiais e elogiou a atuação dos agentes

Agência Brasil

Treze pessoas morreram durante troca de tiros entre policiais militares e homens que supostamente planejavam assaltar uma agência bancária em Salvador (BA), na madrugada desta sexta-feira (6). Segundo a Polícia Militar (PM), dois suspeitos estão internados em estado grave e um outro recebeu alta. Um sargento da PM, atingido de raspão na cabeça, foi socorrido e, posteriormente, liberado.

De acordo com a PM, por volta das 2h40 veio a informação de que um grupo planejava roubar um banco na cidade. Ao chegarem ao local, os policiais militares foram recebidos com tiros por cerca de 30 assaltantes. Na versão dos agentes, os militares entraram em confronto com os bandidos após um sargento ser atingido.

A investigação do caso está sendo conduzida pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil da Bahia. As armas dos policiais foram entregues aos investigadores e vão ser periciadas. Os militares que participaram da ação devem ser ouvidos pelo DHPP.

O secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, disse que todas as pessoas que morreram estavam envolvidas na troca de tiros. Ele também defendeu a atuação da polícia: “Ela agiu como deveria agir, com rigor, no combate ao crime organizado [...] Eu acredito na versão dos meus policiais. A resposta é esta. A criminalidade que quiser enfrentar a polícia vai encontrar uma resposta a altura.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.