Cortes de energia em ao menos dez Estados brasileiros e no Distrito Federal ocorreu à tarde por determinação do ONS

As concessionárias de distribuição de energia elétrica dos Estados onde ocorreram problemas nesta segunda-feira (19) são unânimes em afirmar: os cortes que geraram apagões em ao menos dez unidades federativas do Brasil e no Distrito Federal foram consequência de uma determinação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Leia mais:
Apagão de energia atinge sete Estados e o DF

No entanto, até às 18h30 desta segunda-feira (19), o órgão federal responsável pela coordenação e controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN), sob a fiscalização e regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), ainda não havia esclarecido o motivo para as quedas. A explicação só veio perto das 19h , quase quatro horas após o apagão.

Ao iG , a assessoria de imprensa do ONS afirmou, por volta das 16h, mais de uma hora após a queda generalizada de energia, que em no máximo 30 minutos divulgaria a nota explicativa sobre o apagão. Quase três horas depois, no entanto, nada estava ainda esclarecido. 

Leia também:
Falta de energia fecha estações Luz e República do Metrô de SP
Eletropaulo reduz energia distribuída para capital paulista

Ao menos dez Estados – São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal – registraram cortes nesta segunda. Os apagões chegaram a durar quase duas horas, afetando o transporte público e o trânsito em cidades interioranas e também em capitais, como São Paulo, Rio, Goiânia e Curitiba.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.