Sabia que existe um Estado que nunca teve ganhador na Mega-Sena?

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Nenhum Estado registrou mais apostas vencedoras do que SP nos últimos cinco anos; Rio e Minas Gerais vêm na sequência

Vira e mexe o prêmio principal da Mega-Sena sai para apostas feitas em cidades distantes dos grandes centros urbanos, em Estados com poucos habitantes. Tanto que todas as Unidades Federativas do Brasil já tiveram vencedores na principal loteria do País. Ou melhor, quase todos.

Veja quais são as dez dezenas mais sorteadas da história da Mega-Sena:

O campeão da Mega-Sena: o número 5 foi sorteado 196 vezes desde o início da loteria, em 1996  . Foto: DivulgaçãoO número 4 é o vice-colocado entre as dezenas mais sorteadas: já saiu 192 vezes. Foto: DivulgaçãoO 51 já saiu 187 vezes entre 1996 e o dia 13 de dezembro de 2014, data do levantamento do iG. Foto: DivulgaçãoO 54 também saiu 187 vezes entre 1996 e o dia 13 de dezembro de 2014, data do levantamento do iG. Foto: DivulgaçãoO 53 saiu em 186 sorteios da loteria. Foto: DivulgaçãoJá o 33, em 184 ocasiões. Foto: DivulgaçãoO sétimo colocado, 42, saiu 184 vezes. Foto: DivulgaçãoO 24 saiu em 182 sorteios. Foto: DivulgaçãoO 17 foi sorteado 181 vezes. Foto: DivulgaçãoO 49 saiu em 179 sorteios – 42 vezes a mais do que os lanternas da Mega-Sena, 22 e 26. Foto: Divulgação

Levantamento da Caixa Econômica Federal feito a pedido do iG mostra que, nos 1.662 concursos da Mega-Sena realizados de 1996, quando a loteria começou, até o último dia 17 dezembro, houve um Estado onde nunca saiu o prêmio principal da loteria. É o Amapá, unidade federativa que faz fronteira com a Guiana Francesa, Suriname e o Estado do Pará.

O dado confirma aquilo que especialistas em jogos de azar mais insistem – quanto mais apostas feitas, mais chances há de ganhar. Mas não totalmente. Isso porque, apesar de figurar entre os lanternas disparados de arrecadação no País, outras regiões que também não arrecadaram tanto registraram ganhadores no período.

Roraima, por exemplo, foi o Estado cujos apostadores menos investiram na Mega de 2009 para cá – somente em 2014 o Amapá perdeu nesse quesito. Ainda assim, o Estado registrou ao menos um ganhador do prêmio principal nos últimos cinco anos. Tocantins e Acre também empataram no quesito, figurando na vice-lanterna entre os Estados que menos arrecadaram na Sena.

No geral, no entanto, a lógica de vencedores/dinheiro arrecadado funciona bem. Líder absoluto em arrecadações, com ao menos R$ 1 trilhão investidos pelos apostadores a cada ano desde 2009, São Paulo teve o prêmio principal sorteado 161 vezes no período. Seguem-no diretamente Rio de Janeiro e Minas Gerais – 59 e 53 vezes sorteados, respectivamente –, cuja arrecadação média anual nos últimos anos ficou em cerca de R$ 500 mil.

Paraná, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Santa Catarina, Bahia, Pernambuco e Ceará completam os dez primeiros lugares dos Estados pé-quente, com, respectivamente, 47, 27, 19, 19, 18, 15 e 14 apostas premiadas.

Leia tudo sobre: mega-senacaixa econômica federal

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas