Reservatórios do Sistema Cantareira chegaram a 7,4% de sua capacidade. Nível não subia por chuvas desde o mês de abril

Agência Brasil

Os reservatórios do Sistema Cantareira registraram aumento pelo terceiro dia consecutivo, segundo medição da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Com a chegada das chuvas de verão, o volume de água subiu de 6,7% na terça-feira (23), para 7% na quarta-feira (24), 7,2% ontem (25) e 7,4% hoje (26).

As elevações interrompem uma sequência de 252 dias de quedas ou manutenção dos percentuais. A última vez que o nível do Cantareira subiu foi no dia 16 de abril deste ano. A precipitação entre os dias 23 e 26 somou 83,3 milímetros (mm), ajudando a elevar o acumulado do mês para 143,2 mm. A média histórica para dezembro é 220,9 mm.

A chuva também fez subir o nível dos outros principais mananciais que abastecem a Grande São Paulo. O Alto Tietê passou de 11,6% ontem para 11,9% hoje. Esse manancial recebeu precipitação de 2,4 milímetros. O Guarapiranga recebeu maior volume de chuvas, o equivalente a 24 mm. Os reservatórios subiram de 38,9% ontem para 39,9% hoje.

Economia no consumo deve continuar

Apesar da melhora, a Sabesp pede para que a população continue economizando água. Desde 1º de fevereiro, os clientes ganham desconto na conta quando reduzem seu consumo. O bônus é 30% para quem diminuir seu gasto em 20% em relação à média de fevereiro de 2013 a janeiro de 2014. Há também desconto de 10% na tarifa para quem reduzir o consumo entre 10% e 15% e abatimento de 20% para aqueles que diminuírem o gasto de água de 15% até 20%.

Além do bônus, as pessoas que aumentarem o consumo de água em até 20% acima da média terão a conta elevada em 20%. Aqueles que aumentarem o consumo acima de 20% da média terão a conta acrescida em 50%.

Veja abaixo quantos litros de água são gastos em atividades cotidianas


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.