Nível do Sistema Cantareira sobe pela primeira vez desde abril

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

De terça-feira para quarta-feira, o sistema paulista recebeu quase um quarto da média histórica de chuvas do mês

Após as chuvas de ontem, o nível de armazenamento do Sistema Cantareira subiu pela primeira vez desde abril, segundo dados da Sabesp (empresa responsável pelo abastecimento de água). O nível que estava em 6,7% da capacidade das represas nessa terça-feira (23) chegou hoje a 7%.

O último aumento devido a chuvas havia sido no dia 16 de abril, quando o volume de água armazenado no sistema aumentou de 12% para 12,3% da capacidade.

Recuperação do Cantareira pode levar mais de cinco anos, aponta especialista

O aumento desta quarta-feira se deve às chuvas que atingiram a cidade. De acordo com os dados da Sabesp atualizados às 9h, de terça para quarta choveu 52,4 mm sobre o sistema. Do dia 23 para o dia 24 caiu quase um quarto da média histórica de chuvas para o mês, que é de 220,9 milímetros. Até agora, o total de chuvas armazenado foi de 140 mm.

Os outros sistemas também tiveram aumento em seus níveis de armazenamento. No Alto Tietê, o nível subiu 0,6% de terça para quarta-feira e está em 11,1%.

Na Guarapiranga, o aumento foi de 1,7% devido às fortes chuvas. O sistema tem hoje 38,3% de sua capacidade em água e já recebeu neste mês mais chuvas que a média histórica. Até hoje, o sistema acumulou 220,6 mm de águas de chuva, quando a média é de 175,2 mm.

No Alto Cotia, o nível passou de 30,2% para 31,5%. O índice pluviométrico para o dia foi 6,4 mm e no mês de dezembro, registrou 75,1 mm. A média histórica para o manancial é 172,2 mm.

Segundo a Sabesp, no sistema Rio Grande o nível de água armazenado passou de 66,7% para 69,0%, com o índice de chuva chegando a 26,2 mm e, no mês, a 195 mm. A média histórica para dezembro é 194,8 mm. No reservatório de Rio Claro, o nível ficou em 32% hoje, enquanto ontem estava em 25,8%. De ontem para hoje choveu 89,2 mm na represa, sendo que no mês choveu 275,2 mm e a média histórica para dezembro é 263,2 mm.

Redução das chuvas

No entanto, as chuvas devem diminuir nos próximos dias, de acordo com a previsão da Climatempo. Uma massa de ar seco ganha força na região Sudeste e reduzirá a umidade. Pancadas de chuva ainda devem ocorrer, mas em pequenas áreas e com pouco volume nos próximos dez dias.

Veja abaixo quanto de água é gasto em atividades cotidianas

Um banho de 15 minutos gasta 135 litros de água. Já um de 5 minutos gasta 45 litros. Foto: ReproduçãoAo escovar os dentes durante 5 minutos com a torneira aberta são gastos 12 litros. Foto: Getty ImagesAo lavar o rosto ou fazer a barba por cinco minutos, o volume de água gasto é de 12 litros. Ao reduzir para um minuto, se gasta 2,5 litros. Foto: ThinkstockAo utilizar a descarga durante seis segundos, o volume de água utilizado pode chegar a 14 litros. Foto: DivulgaçãoLavar a louça com a torneira meio aberta por 15 minutos pode gastar até 117 litros de água. Foto: Thinkstock PhotosAo utilizar a lavadora de louças com capacidade para 44 utensílios e 40 talheres se gasta 40 litros. Foto: - DivulgaçãoAo lavar roupa no tanque por 15 minutos, o consumo de água pode chegar a 279 litros. Foto: - DivulgaçãoJá ao utilizar uma lavadora de roupas de cinco quilos, o volume de água gasto é de 135 litros. Foto: Getty ImagesLavar a calçada por 15 minutos gasta até 279 litros de água. Foto: web repórter/ erick souzaLavar o carro com mangueira meio aberta por 30 minutos gasta até 560 litros. Foto: Thinkstock/Getty Images



Leia tudo sobre: são pauloigspcantareira

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas