Incêndio foi reação de moradores após reintegração de posse do terreno ocupado por 300 famílias no último domingo

Agência Brasil

Três ônibus são incendiados dentro do campus da USP (Universidade de São Paulo), zona oeste da cidade de São Paulo, SP, na manhã desta terça-feira (23)
Marcos Bezerra/Futura Press
Três ônibus são incendiados dentro do campus da USP (Universidade de São Paulo), zona oeste da cidade de São Paulo, SP, na manhã desta terça-feira (23)

Três ônibus foram queimados durante reintegração de posse de terreno da Universidade de São Paulo (USP), na zona oeste da capital, que começou por volta das 6h da manhã de hoje (23). Cerca de 300 famílias ocupam o terreno que fica ao lado do Hospital Universitário, próximo do Portão 3 da instituição.

As famílias derrubaram no domingo (21) parte dos muros que cercam o terreno e levantaram acampamento com barracas de lona e plástico.

Segundo a Polícia Militar, a reintegração começou pacífica, mas por volta das 9h um grupo ateou fogo a três ônibus que fazem a linha circular da universidade. Quando os bombeiros começaram a apagar as chamas, foram atacados com pedras.

As pessoas que ocuparam o terreno são moradoras de comunidades vizinhas à USP – como a favela São Remo, o Jardim Bonfiglioli e Jaguaré – e não participam diretamente de nenhum movimento social.

A USP divulgou nota informando que a liminar de reintegração de posse da área da Quadra 10, localizada atrás do Hospital Universitário, foi concedida no último domingo (21). “Essa ação se coaduna com a responsabilidade de manter a integridade dos espaços que compõem o patrimônio da universidade, incluindo a área desocupada necessária para as suas atividades”, ressalta a USP.

Três ônibus foram incendiados após reintegração de posse na USP
Marcos Bezerra/Futura Press
Três ônibus foram incendiados após reintegração de posse na USP


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.