Grupo tinha suposto esquema de roubo de veículos e tráfico de drogas no Mato Grosso do Sul, São Paulo e Goiás

Agência Brasil

Policiais e promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Mato Grosso do Sul, São Paulo e Goiás deflagaram, hoje (27), uma operação para desarticular um suposto esquema de roubo de veículos e tráfico de drogas. Estão sendo cumpridos 21 mandados de prisão preventiva, 15 de busca e apreensão, nove de sequestro de veículos e um de sequestro de imóveis, expedidos pela 1ª Vara Criminal de Dourados (MS).

Mais:  Polícia do Rio desarticula quadrilha de roubo de carro e tráfico de drogas

Segundo o Ministério Público do Mato Grosso do Sul (MP-MS), parte da droga que o grupo adquiria no Paraguai era negociada com integrantes de uma facção criminosa que, a partir de São Paulo, atua no interior de estabelecimentos prisionais de parte do país. Por isso mesmo, oito dos 21 mandados de prisão foram cumpridos em unidades carcerárias dos três estados.

As investigações começaram há oito meses, tendo como foco inicial a região de Dourados e a cidade de Coronel Sapucaia, na fronteira brasileira com o Paraguai. De acordo com o MP, a quadrilha utilizava veículos furtados ou roubados, geralmente modelos de luxo, para transportar para São Paulo e Goiás a droga vinda do Paraguai e escondida em Coronel Sapucaia ou Dourados.

Os veículos furtados em outros estados eram levados até os municípios de Mato Grosso do Sul, muitas vezes a bordo de caminhões-cegonha. Já com as placas trocadas e número de chassis alterados, os automóveis eram carregados com maconha e seguiam para São Paulo, Goiás e outros estados. Durante toda a viagem, batedores e olheiros a serviço do esquema acompanhavam o veículo.

Ainda durante as investigações, foram presas 20 pessoas acusadas de integrar o esquema. Também foram apreendidos 14 veículos e 8 toneladas de maconha.

Mais detalhes da operação, como o primeiro balanço dos mandados judiciais cumpridos, vão ser divulgados durante uma entrevista coletiva esta tarde, em Dourados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.