Realizado em frente ao Congresso Nacional, protesto com quatro participantes exigiu respeito às pessoas obesas no País

Em um grito contra a "gordofobia", quatro modelos plus size se juntaram em frente ao Congresso Nacional, no Distrito Federal, retiraram seus roupões e ficaram apenas de lingerie, na tarde de terça-feira (11). O protesto, segundo as participantes, foi uma exigência de respeito em relação a pessoas com obesidade, constantes alvos de preconceito na sociedade.

As quatro modelos plus size em frente ao Congresso Nacional em foto divulgada na terça-feira
Paula Almeida/Fotos Públicas
As quatro modelos plus size em frente ao Congresso Nacional em foto divulgada na terça-feira

"O ser humano é cruel demais e hoje o que falta a ele, além do respeito com o seu semelhante, é a educação. É uma certeza eu tenho, todos aqueles que de alguma forma criticam, é porque queriam ter a coragem de estar no nosso lugar", escreveram as modelos Flávia Gon Soares, Camila Bueno, Janaína Graciele e Evelise Nascimento em suas páginas pessoais no Facebook após a repercussão do ato.

Graciele foi mais direta. "Para vocês que ainda tentam nos abalar com tantas palavras de insulto e ofensas, só digo uma coisa: estou gorda, sim. Às vezes tenho preguiça de ir à academia. Mas vocês que criticam tinham que ter vergonha de viver num país onde ser pobre, negro, gordo, deficiente ou até mesmo normal aos seu olhos sofrem e sempre vão sofrer preconceitos", escreveu ela. "Me aceito, sou feliz, trabalho, pago minhas contas e, acima de tudo, olho para as pessoas na mesma altura, nunca de cima."

Veja outras imagens sobre o mundo plus size:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.