Polícia prende homem suspeito de série de assassinatos em Goiânia

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Vigilante teria dito que matava para aliviar uma angústia que sentia. Ele já foi preso por adulteração de placas de motos

Thiago Henrique Gomes da Rocha, 26 anos, foi preso temporariamente pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira (14) como suspeito de 39 mortes em Goiânia, incluindo 15 mulheres desde o início do ano. De acordo com informações da polícia, ele teria confessado em seu depoimento ser o autor dos assassinatos.

Leia também:
"Corre senão eu te mato", disse suposto serial killer para amiga de vítima
Polícia de Goiânia faz megaoperação para tentar resolver série de crimes
Vídeo mostra motociclista suspeito de matar menina em Goiânia
Família de mulher morta em Goiânia oferece R$ 10 mil por pistas

Veja algumas das vítimas do serial killer:

Isadora Cândida, 15 anos, morreu no dia 1 de junho, enquanto caminhava em direção a sua casa com o namorado. Foto: Reprodução/FacebookTaynara Rodrigues da Cruz, 13 anos, e o seu irmão, Marcos Paulo Rodrigues Barbosa, 27 anos. Foto: Arquivo pessoalFamiliares da Taynara foram a manifestação contra os assassinatos que aconteceu no último sábado (9). Foto: Arquivo pessoalTaynara Rodrigues da Cruz, 13 anos, foi morta no dia 16 de junho, enquanto conversava com uma amiga em um praça perto de onde morava. Foto: Arquivo pessoalAna Maria Duarte(esquerda) foi morta no dia 14 de março.. Foto: Reprodução/FacebookAna Maria Duarte, 26 anos, foi morta no dia 14 de março, quando saía de uma lanchonete com o namorado e uma amiga. Foto: Reprodução/FacebookFamília de Ana Maria Duarte, 26 anos, oferece R$ 10 mil por pistas que ajudem a achar o suspeito. Foto: Reprodução/FacebookBárbara Luiza Ribeiro Costa, 14 anos, foi morta no dia 18 de janeiro. Foto: Reprodução/FacebookWanessa Oliveira Felipe, 22 anos, foi assassinada no dia 23 de abril. Foto: Reprodução/FacebookJanaína Nicácio de Souza, 25 anos, foi morta no dia 8 de maio. Foto: Reprodução/FacebookJuliana Neubia Dias, 22 anos, morreu no dia 26 de julho, quando saía de um restaurante com o namorado e uma amiga. Foto: Reprodução/FacebookAna Lídia Gomes, 14 anos, foi morta no dia 2 de agosto, em um ponto de ônibus. Foto: Reprodução

O rapaz que trabalhava havia um mês como vigilante foi preso no início do ano por adulteração de placas de motos, porém foi solto em seguida. Ao ser preso nessa terça-feira, a polícia também apreendeu um revólver calibre 38. Rocha teria dito em seu depoimento que matava para aliviar uma angústia que sentia.

Mais: 
Brasil precisa aprender a caçar serial killers, afirma criminologista
"Ele atirou, riu e foi embora", diz irmão de vítima morta em Goiânia
"Ela iria casar no fim do ano", diz irmã de jovem morta por motociclista em GO

Ainda de acordo com informações da polícia, a ordem provisória foi expedida pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara. Este é o terceiro suspeito preso desde que as investigações começaram, porém a polícia não conseguiu comprovar o envolvimento dos outros dois com os assassinatos. O homem está detido na Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios.

Força-tarefa

Em agosto, a polícia montou uma força-tarefa com 108 policiais para tentar resolver uma série de assassinatos que acontece em Goiânia desde janeiro deste ano. Segundo informações de Reinaldo Koshiyama de Almeida, delegado de policia e coordenador de planejamento operacional da Policia Civil, as investigações contam com 16 delegados, 23 escrivães, 70 agentes policiais. Além desses crimes, mais duas tentativas de homicídio também estão sendo investigadas.

Leia tudo sobre: políciaassassinatosgoiâniasuspeito

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas