Partido redigiu "documento crítico" sobre programa do tucano e o entregará nesta quarta ao presidenciável do PSDB

Reuters

O PV, do candidato derrotado à Presidência, Eduardo Jorge, decidiu nesta quarta-feira (08) apoiar o presidenciável do PSDB, Aécio Neves, no segundo turno da disputa presidencial contra a petista Dilma Rousseff, candidata à reeleição.

Em reunião, a Executiva Nacional do partido decidiu por 33 votos a 6 apoiar Aécio e, segundo a assessoria de imprensa do partido, foi redigido um "documento crítico" que será entregue nesta quarta ao candidato tucano para que ele possa analisar mudanças em seu programa de governo.

Derrotado na campanha à Presidência, Eduardo Jorge decidiu apoiar o tucano Aécio Neves
Divulgação PV
Derrotado na campanha à Presidência, Eduardo Jorge decidiu apoiar o tucano Aécio Neves


Eduardo Jorge foi o sexto presidenciável mais votado na eleição do último domingo (05) com 630.099 votos, ou 0,61% dos votos válidos.

Aécio irá para o segundo turno depois de receber 34,9 milhões de votos, ou 33,55% dos válidos, e terá pela frente Dilma, que recebeu 43,3 milhões de votos, ou 41,59% dos válidos.

Mais: PSOL anuncia neutralidade no segundo turno, mas desaconselha voto em Aécio

Até agora, o PSC, que disputou a Presidência com o pastor Everaldo, e o PPS, que estava na coligação de Marina Silva (PSB), declararam apoio a Aécio.

O PSOL, de Luciana Genro, decidiu não apoiar nenhum dos dois candidatos no segundo turno, mas recomendou a seus eleitores que não votem em Aécio.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.