Coronel reformado do Exército é preso com 351 quilos de maconha

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Além da droga, escondida em um fundo falso do carro do militar, ele também foi autuado por porte ilegal de arma

Agência Brasil

Um coronel reformado do Exército foi preso com a mulher na Rodovia BR-040, no distrito de Duque de Caxias (RJ), transportando em seu carro 351 quilos de maconha, por volta das 23h30 de sexta-feira (26). O casal, que não teve os nomes divulgados, responderá por tráfico de drogas, com pena que vai de cinco a 15 anos de reclusão.

Polícia Federal/Divulgação
A droga estava escondida em um fundo falso, no carro do casal, segundo a corporação




A apreensão foi divulgada pela Polícia Federal e pelo Comando Militar do Leste (CML), segundo os quais o coronel de 56 anos e sua mulher, de 49, que vivem na Barra da Tijuca, zona oeste carioca, transportavam a droga em um fundo falso do veículo utilitário. 

O militar, que pendurava uma farda no veículo para inibir possíveis revistas policiais, também estava com uma pistola calibre 380 sem registro e foi atuado por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. A PF disse que o entorpecente seria proveniente do Paraguai e que investiga a suspeita de que seria distribuído em comunidades do Rio e Niterói.

Leia também:
67,7% dos presos por tráfico de maconha tinham menos de 100 gramas da droga
PF prende dez homens com quase 600 quilos de maconha no Rio de Janeiro

Oito anos após sanção de "lei do usuário", dependentes ainda são presos; veja:

Em teoria, no Brasil usuários de maconha e outras drogas não podem ser presos; no entanto, devido à lei depender de subjetivismos, quem usa a erva ainda é passível de ir à cadeia. Foto: Getty ImagesSegundo levantamento do Instituto Sou da Paz, 67,7% dos presos por tráfico de maconha portavam menos de 100 gramas da droga - ou seja, ou eram usuários ou microtraficantes. Foto: DivulgaçãoAno a ano, diversas cidades brasileiras registram milhares nas ruas pedindo a liberação da droga. Foto: Futura PressPaís que era conhecido como dos mais restritos em relação à droga, os EUA têm visto nos últimos anos vários estados liberando a maconha medicinal (na foto, prescrição da erva). Foto: DivulgaçãoAlém disso, dois estados, Washington e Colorado, já liberaram o uso recreativo da maconha para seus cidadãos, o que dá força ao debate. Foto: Getty ImagesA discussão ganhou força no Brasil neste ano devido à necessidade de famílias de importarem o óleo de maconha - o canabidiol - para tratamento de doenças. Foto: APAssim como ocorre no Brasil, em países como os EUA são denunciadas prisões por porte de drogas que acabam encarcerando principalmente negros e pobres. Foto: Getty ImagesApesar de políticas liberalizantes à droga em alguns países, a guerra contra a maconha continua forte no mundo. Foto: Getty ImagesPara especialistas, é improvável que a maconha venha a ser realmente legalizada em um futuro próximo no Brasil. Foto: APPara o Instituto Sou da Paz, é necessária a aplicação de penas alternativas para impedir que microtraficantes e usuários venham a se tornar criminosos nas cadeias. Foto: Getty ImagesAssim, experiências como os coffee shops de Amsterdã, na Holanda, estão distantes da realidade nacional. Foto: Getty ImagesOutros países, como a Espanha, também têm experiências semelhantes, como a da foto (Barcelona). Foto: Getty ImagesVizinho do Brasil, o Uruguai foi o primeiro país a legalizar e a estatizar a produção da droga no mundo, no ano passado. Foto: ReutersPor enquanto, no Brasil, debates importantes, como os realizados no Senado, tentam encontrar soluções para a questão da droga. Foto: Futura Press

Ainda conforme o CML, após fazer exames o coronel da reserva será encaminhado para uma unidade prisional subordinada ao Comando, onde permanecerá à disposição da Justiça comum. Já a mulher, de acordo com a PF, foi encaminhada ao Presídio Nélson Hungria, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste. 

A operação da PF contou com o auxílio de um cão farejador.

Leia tudo sobre: maconha

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas