Ação foi decretada nas cidades de Ladário e Corumbá após embarcação se chocar contra pilares de sustentação

Agência Brasil

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil reconheceu a situação de emergência das cidades de Ladário e Corumbá, em Mato Grosso do Sul, devido à interdição parcial da ponte que liga os municípios ao restante do estado. A portaria está publicada na edição de hoje (12) do Diário Oficial da União. A expectativa do prefeito de Ladário, José Antonio Assad e Faria, é que a medida facilite a liberação de verba. "Agora esperamos que os recursos cheguem o mais rápido possível, porque a situação é difícil."

A ponte foi danificada no dia 26 de agosto, após uma embarcação ancorada na margem do Rio Paraguai se soltar e se chocar contra os pilares de sustentação. A preocupação de Assad é que a ponte não resista a outro impacto. "Temos esse alerta porque as embarcações continuam passando. É uma importante hidrovia [para o transporte] de minério e soja na região."

A Concessionária Porto Morrinho, responsável pela ponte, destacou que o trânsito está limitado. "Os veículos leves estão passando normalmente, já os de carga estão limitados. Só passam os de seis eixos com até 45 toneladas. Os de sete eixos estão proibidos", explicou Wolney Freire, diretor técnico da empresa.

Os reparos da ponte estão em fase de projeto e devem começar em 20 dias. A expectativa é que os ajustes estejam prontos em seis meses.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.