O ex-médico foi preso na tarde desta terça-feira (19) no Paraguai. O condenado deve ser transferido para Tremembé

O ex-médico Roger Abdelmassih já está a caminho de São Paulo. Segundo a Polícia Federal, o ex-médico deixou  a sede da PF por volta de 12h 20 desta quarta-feira (20). Roger Abdelmassih vai para o Aeroporto de Congonhas em uma aeronave da Polícia Federal.

"Vamos dar a ele boas vindas para o inferno", diz vítima de Roger Abdelmassih

Roger Abdelmassih deve ser transferido para Tremembé, no interior de São Paulo

Após chegar em São Paulo, o ex-médico será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para fazer um exame de corpo de delito e depois será encaminhado para a Penitenciária 2 de Tremembé, no interior do São Paulo.

Adelmassih estava foragido desde 2010 quando foi condenado pela Justiça a 278 anos de prisão e teve o registro cassado pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) de São Paulo por 52 estupros e atentados violentos ao pudor contra suas pacientes.

No entanto, o ex-médico continuou em liberdade, na época, por ter obtido habeas corpusconcedido pelo então presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. O benefício foi cassado pelo próprio STF, em fevereiro de 2011. Desde então, Abdelmassih estava foragido.

O paradeiro de Abdelmassih foi descoberto, após investigações feitas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaedo) - Núcleo Bauru, do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP).

Segundo o MP-SP, as pistas surgiram durante a apuração de novos crimes praticados pelo ex-médico e por terceiros, tais como favorecimento pessoal, falsidade ideológica e falsidade material, em cidades do interior paulista, entre elas, a de Avaré. Durante buscas em uma propriedade rural, foram encontrados indícios de que ele estaria no país vizinho. As informações foram então compartilhadas com a PF.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.