Ex-médico estava foragido desde 2011 e além do agravamento da pena deve responder também por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica

Entrevista coletiva sobre a prisão de Roger Abdelmassih
Maria Fernanda Ziegler
Entrevista coletiva sobre a prisão de Roger Abdelmassih

Roger Abdelmassih, de 70 anos, foi preso nesta terça (19), em Assunção, no Paraguai, enquanto levava os filhos gêmeos ao colégio. Ele foi levado a Foz do Iguaçu e deve chegar no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, na quarta-feira, por volta das 13h.

Roger Abdelmassih é preso no Paraguai

"Pulei de alegria quando soube da prisão", diz vítima de Abdelmassih

O ex-médico era um dos maiores especialistas em reprodução humana do País. Após condenação, em 2010, por 59 estupros a 37 vítimas, ele fugiu e passou a ser um dos homens mais procurados pela Polícia Civil de São Paulo.

"Além do agravamento da pena, ele deve responder por outros crimes como falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Estes crimes ainda estão sendo investigados", disse, em coletiva de imprensa, nesta terça, o procurador Luiz Henrique Cardoso dal Por.

 Roger Abdelmassih é preso no Paraguai
Divulgação
Roger Abdelmassih é preso no Paraguai


Os policiais receberam uma série de informações de que Roger Abdelmassih estaria em Avaré. As investigações de uma fazenda de laranjas, que ele havia vendido, mas mantido a sede em sua posse, foram essenciais para que o fugitivo fosse encontrado.

"Havia informação de que ele estava prestes para se mudar para lá. Apreenderam documentos que levantavam a suspeita de que empresas estavam sendo usadas para fazer a lavagem de dinheiro para mandar dinheiro para o exterior", disse o procurador geral da justiça, Marcio Ferreira Elias da Rosa.

Tela mostra atualização do status do foragido na Interpol
Divulgação/Polícia Federal
Tela mostra atualização do status do foragido na Interpol


Leia também:

Roger Abdelmassih lidera lista de recompensa da polícia de São Paulo

Veja a casa e móveis de Abdelmassih que foram colocados à vend a

Médico Roger Abdelmassih é condenado a 278 anos de prisão

As investigações correm em segredo de justiça e não foram divulgados o número nem o nome das pessoas envolvidas.

De acordo com o procurador, "certamente mandavam muito dinheiro". Como Roger Abdelmassih estava foragido, ele não podia trabalhar formalmente.

"Agora vamos iniciar a apuração de como ele estava se mantendo lá. A fuga é a atividade mais cara que existe. Ele tinha patrimônio para isso, mas também precisava gerar renda", disse.

Os procuradores não confirmaram a informação, mas acreditam que Abdelmassih será encaminhado para o Presídio do Tremembé. "É possível que vá para Tremembé, mas a decisão é a Secretaria de Segurança Pública e da SAP", disse Rosa.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.