Pilotos do jato que se chocou com Boeig com 154 passageiros em 2006 foram condenados a três anos e um mês de prisão

Agência Brasil

A Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, nesta quinta-feira (7), manter em três anos e um mês de prisão a pena dos pilotos norte-americanos Joseph Lepore e Jan Paul Paladino, condenados pelo acidente entre o jato Legacy e o Boeing 737 da empresa aérea Gol, em 2006, no qual 154 pessoas morreram.

Relembre 20 dos acidentes aéreos mais misteriosos do mundo:

A maioria dos ministros entendeu que não é possível aumentar a pena dos condenados com base no número de vítimas, conforme pedido do Ministério Público Federal. A pena foi definida pela Justiça Federal. O tribunal também rejeitou pedido do Ministério Público de prisão preventiva dos pilotos, que estão nos Estados Unidos.

Leia também:
Justiça condena pilotos do jato Legacy a mais de 4 anos de prisão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.