Greve de rodoviários para 100% da frota em Natal nesta quarta-feira

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Sindicatos da categoria reivindica 16% de aumento nos salários, tanto para motoristas quanto para cobradores

Os motoristas e cobradores de ônibus de Natal resolveram nesta quarta-feira (25) não aceitar os reajustes definidos pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de 7,32% no salário e aumento de R$ 10 no vale alimentação dos funcionários da categoria e decidiram paralisar a circulação dos coletivos na cidade. A greve está afetando cerca de 530 mil usuários que dependem dos 620 ônibus que circulam na capital potiguar diariamente.

Mais: Rodoviários de Natal decidem manter greve em dia de jogo na Arena das Dunas

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro-RN), a cateogoria reivindica 16% de aumento nos salários, tanto para motoristas quanto para cobradores.

Nesta terça-feira (24), o TRT estabeleceu uma multa de R$ 150 mil pelos 12 dias de greve e o Sintro declarou que irá recorrer da decisão no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) também não concordaram com o acordo proposto pelo TRT, pois os empresários não queriam o reajuste salarial nem o aumento do vale alimentação. A justificativa é que há 42 meses a tarifa de ônibus, atualmente de R$ 2,20, não sofre reajuste.

Leia tudo sobre: greverodoviáriosnatalrio grande do norte

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas