Além da capital paulista, atos vão acontecer no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte, Fortaleza e Porto Alegre na quinta

Cinco das doze cidades-sedes da Copa do Mundo 2014 têm atos programados para esta quinta-feira (12), data da abertura do Mundial. Em São Paulo, palco da estreia da seleção brasileira, haverá três manifestações - duas delas próximas à Arena Corinthians. Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza e Porto Alegre também terão protestos.

Transporte:  Metrô funciona normalmente na abertura da Copa em São Paulo

Entrevista: 'Não somos ameaça para a população', diz black bloc

Na capital paulista, os atos ocorrerão pela manhã e durante a tarde. O coletivo "Se não tiver direitos, não vai ter Copa", formado por movimentos sociais, irá realizar o protesto "Se tiver demissões, não vai ter Copa" na estação de Metrô Carrão, na zona leste de São Paulo, às 10h. A manifestação do grupo que já realizou nove atos contra a Copa do Mundo adotou como nova reivindicação a revogação das demissões dos 42 metroviários durante a greve, além dos gastos com o evento esportivo. O grupo sairá da estação Carrão e terá como destino o cordão de isolamento do estádio corinthiano.

Outro protesto também marcado para as 10h, na mesma região, será liderado por entidades sindicais. A concentração do ato será na sede do Sindicato dos Metroviários, no bairro do Tatuapé. É provavel que este movimento se una ao primeiro, já que estarão bem proximos um ao outro. Além de representantes do sindicato que representa a categoria, participarão do ato o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Sintusp, Sindsef, Sintrajud, Anel, Juntos, CSP-Conlutas e Unidos pra Lutar.

Às 14h, haverá um ato organizado pelo Comitê Popular da Copa. O protesto também conhecido como Manifest acontecerá na região da Luz, no centro de São Paulo.

Veja imagens das manifestações de junho de 2013

Outras cidades

Os movimentos sindicais farão atos em outras nove cidades. No Rio de Janeiro, a concentração do movimento será às 10h na Candelária, no centro da cidade. Em Belo Horizonte, o protesto está marcado para As 12h na praça Sete, no centro da cidade. Em Fortaleza, a região da Beira Mar, será palco do ato, a partir das 6h. Em Porto Alegre, a manifestação acontecerá às 12h, no centro da cidade.

Em Maceió (AL), a concentração para o ato será na praça Sinimbú. Em Aracajú (SE), os petroleiros farão uma manifestação no período da manhã. Em Teresina (PI), a concentração acontece às 10h na avenida Frei Serafim. Em São Luís (MA), a manifestação será na praça Deodoro às 7h . Em Belém, ato acontece às 9h no Centro Arquitetônico de Nazaré.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.