Brasil é único país a cumprir meta de reduzir emissão de poluentes, diz ministra

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Izabella Teixeira, da Pasta do Meio Ambiente, afirma que País apresentará números às Nações Unidas nesta quinta-feira

Agência Brasil

Até agora, o Brasil foi o único país a cumprir a meta de redução das emissões de gases do efeito estufa relacionadas ao desmatamento, como determinado na Conferência das Partes sobre o Clima de Durban (COP-17), na África do Sul, em dezembro de 2011. A informação foi divulgada nesta terça-feira (3) pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, durante as comemorações da Semana do Meio Ambiente, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

A ministra adiantou que, na próxima quinta (5), o País apresentará formalmente os números da redução de emissões à Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC, na sigla em inglês).

AP Photo
Izabella Teixeira, do Meio Ambiente

“O Brasil é o único país do mundo, até agora, que vai fazer um depósito de valores de referência mostrando que nós não só estamos reduzindo as emissões como estamos contabilizando essa redução de emissões associadas ao desmatamento evitado e mostrando ao resto do mundo que o mecanismo de Reddplus [Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal com programas de conservação e manejo florestal] é efetivo para a redução de emissões e também dialoga com a Convenção da Biodiversidade, porque você evita o desmatamento e a perda da biodiversidade”.

A ministra lembrou que, pelos acordos internacionais, o Brasil não tem obrigação de reduzir as emissões, mas o faz para mostrar que é possível caminhar para uma sociedade com economia de baixo carbono e levar dados concretos para as negociações globais.

“Se você somar todos os esforços para redução do desmatamento no planeta, não soma os esforços de redução do desmatamento que a sociedade brasileira oferece. É mais um golaço do Brasil. Espero que nas negociações do clima agora em Lima [COP-20, no Peru, em dezembro deste ano] e depois em Paris [COP-21,na França, no ano que vem] isso seja uma contribuição para a gente dar celeridade, com os resultados concretos, a um novo acordo global de clima.”

De acordo com a ministra, o Brasil reduziu, nos últimos quatro anos, o equivalente ao que todo o Reino Unido emite anualmente. “São 600 milhões de toneladas de dióxido de carbono equivalente, essa é a magnitude da redução do desmatamento no Brasil”, calculou.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas