Dilma anuncia liberação de R$ 2,8 bilhões para saneamento de municípios

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente diz que setor viveu 'décadas de abandono'. Pacote é destinado para cidades com até 50 mil habitantes

Reuters

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta terça-feira a liberação de R$ 2,8 bilhões para obras de saneamento em municípios de até 50 mil habitantes e disse que o país precisa acelerar esses investimentos após décadas de abandono.

Leia também: Apenas 12 cidades cumprem integralmente planos de saneamento básico no Brasil

"O saneamento tem num país como nosso importância fundamental, porque é um setor que tradicionalmente não se investiu muito ao longo das décadas passadas", discursou a presidente para a plateia de prefeitos, apontando os governos que antecederam o PT no poder como responsáveis pela baixa cobertura de saneamento básico no país. "Tradicionalmente se achava que o investimento, como é o investimento enterrado em tubulações que não se via, não era politicamente muito valorizado, o que é uma questão absurda", afirmou a presidente.

Distrito Federal: Em favela com pior saneamento básico do País, limpador de fossa é essencial

Esses 2,8 bilhões serão repassados pela Fundação Nacional da Saúde (Funasa) para 635 municípios para obras de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

Segundo Dilma, desde o início do governo Lula já foram investidos cerca de 37,8 bilhões de reais pelo governo em obras de saneamento.

Desde 2011, segundo o governo, já foram investidos 3,4 bilhões de reais em saneamento por meio do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC2).

 

Leia tudo sobre: DilmaSaneamento

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas