Exército e polícia rodoviária previnem ataques a caixas eletrônicos no Nordeste

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Fiscalização foi feita na BR-020, considerada rota para o transporte ilegal de drogas e explosivos para o Nordeste

Agência Brasil

O Exército fez hoje (29) uma fiscalização na produção, utilização e transporte de explosivos em todo o país para reprimir o comércio ilegal do produto. O chefe de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército, tenente Elimar Serpa, informa que os explosivos utilizados na indústria da construção civil são os mais vendidos ilegalmente. “São os encartuchados de nitrato de amônia. Eles substituem o antigo TNT, chamado de dinamite”.

Na manhã desta terça-feira, 29, um dos pontos de fiscalização foi na BR-020, perto de Formosa, em Goiás. Seis cães farejadores auxiliaram no trabalho. O major De Paula disse que os animais são treinados para farejar até 17 produtos utilizados na fabricação de explosivos. O trabalho dos cães substitui o do homem. "Os cães facilitam as buscas. É muito mais fácil e mais eficiente”, explica o major responsável pelo treinamento dos animais.

A BR-020 é rota para o transporte ilegal de drogas e explosivos para o Nordeste, explicou o inspetor da Polícia Rodoviária, Marcos Cordeiro. “Todos os veículos que vem do Paraguai, São Paulo e Minas Gerais passam por aqui. E no Nordeste tem acontecido muitos casos de explosão de caixas eletrônicos”. Iniciada ontem (28), a fiscalização termina amanhã, com a divulgação de um balanço da operação.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas