PRF registra 136 mortes e 2,7 mil acidentes durante o feriado prolongado

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Paraná teve o maior número de mortes, com 27 mortos, 203 feridos e 240 acidentes. Segundo polícia, 183.583 pessoas foram fiscalizadas em 184.246 veículos

Agência Brasil

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 2.726 acidentes, com 136 mortos e 1.629 feridos, em 66 mil quilômetros de rodovias, de acordo com balanço divulgado hoje (22). No ano passado, com um a dia menos de feriado, a PRF contabilizou 108 mortes e 2.429 acidentes entre a Quinta-Feira Santa e o Domingo de Páscoa.

Mais: Cai número de feridos e mortos em rodovias federais em 2013

Em termos proporcionais, quando se leva em consideração o aumento de quase 8% da frota de veículos em 2014 e a média diária de ocorrências, houve queda nos índices. Foram 6,54 acidentes por dia para cada 1 milhão de veículos, uma redução de 21% em relação ao ano passado. Além disso, houve redução de 9% no número de mortos, com 0,33 mortes por dia em 1 milhão de veículos, em relação ao ano anterior.

“Tivemos redução em termos comparativos à frota e à média diária de 9% no número de mortos. Esse número é bastante positivo, mas consideramos que o número de mortes ainda é alto. Infelizmente, percebemos que ainda existe essa questão de beber e dirigir, mas a gente já percebe aumento da conscientização do cidadão”, disse o chefe da Divisão de Planejamento Operacional da PRF, inspetor Stênio Pires.

Segundo a PRF, 183.583 pessoas foram fiscalizadas em 184.246 veículos. Foram feitos 56.246 testes de alcoolemia que resultaram em 1.109 autuações e 266 prisões. Durante a operação, 5.745 condutores foram autuados por ultrapassagem proibida. No total, foram emitidas 52.282 multas e apreendidas 1.164 carteiras de motorista. Além disso, quase metade das mortes foi ocasionada por falta de atenção dos motoristas e excesso de velocidade.

Paraná teve o maior número de mortes, com 27 mortos, 203 feridos e 240 acidentes. Minas Gerais contabilizou 15 mortes, 227 feridos e 396 acidentes. Bahia registrou 15 mortos, 105 feridos e 160 acidentes.

A Operação Rodovida, voltada para a prevenção e redução da gravidade dos acidentes de trânsito nas rodovias federais durante o feriado prolongado, teve a participação de 10 mil agentes da PRF e contou com 150 radares móveis e 11 helicópteros da corporação.

A ação teve o objetivo de conscientizar os motoristas sobre os cuidados ao viajar e a importância de seguir as regras de trânsito. O foco foi o combate à embriaguez ao volante, além da fiscalização de motocicletas e do uso do cinto de segurança e das cadeirinhas para crianças. Ultrapassagens proibidas e velocidade acima da permitida também estavam no foco da operação, que ocorre desde 2011.

São Paulo

Durante o feriado prolongado da Semana Santa e de Tiradentes, 37 pessoas morreram nas estradas estaduais de São Paulo. O dado foi divulgado pelo Comando de Policiamento Rodoviário.

Desse total, 13 vítimas morreram em dois acidentes com choque frontal de veículos. Um deles, no qual morreram nove pessoas, ocorreu na Rodovia dos Bandeirantes, próximo à cidade de Sumaré, sábado (19), quando o pneu de um dos veículos estourou e o motorista perdeu o controle, invadindo a pista contrária. O outro acidente ocorreu ontem (21), na SP-333, próximo à cidade de Cafelândia, quando um motorista fez uma ultrapassagem em local proibido e colidiu com mais três veículos, o que provocou a morte de quatro pessoas.

Durante o feriado, informou a Polícia Rodoviária Estadual, foram registrados 1.185 acidentes de trânsito, com 654 pessoas feridas. Nesse período, a polícia fez 18.251 autuações por infração de trânsito em todo o estado, sendo 2.659 por ultrapassagem em local proibido, 3.095 por falta de uso de cinto de segurança ou de carrinhos para o transporte de crianças e 571 por embriaguez.

* Com Agência Brasil

Leia tudo sobre: PRFmortesacidentesrodoviasferiado prolongado

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas