Imagens de TV mostravam a aeronave inclinada na pista, com a parte dianteira tocando o chão e rodeada de carros de bombeiros; nenhum dos 44 passageiros ficou ferido

Avião da Avianca pousa de 'barriga' em aeroporto de Brasília
Ueslei Marcelino/Reuters
Avião da Avianca pousa de 'barriga' em aeroporto de Brasília


Um avião da Avianca foi obrigado a fazer um pouco de emergência por volta das 17h50 desta sexta-feira, no aeroporto JK, em Brasília. O avião havia saído de Petrolina (PE). Segundo informações da Força Aérea Brasileira (FAB), o trem de pouco dianteiro não abriu e o avião fez um pouso de "barriga" em uma das pistas.

A FAB disse que o "avião sofreu um problema hidráulico que impediu que seu trem de pouso dianteiro abrisse. O piloto declarou emergência e fez o pouso de barriga. Não houve feridos". Imagens de TV mostravam a aeronave da Avianca inclinada na pista, com a parte dianteira tocando o chão, rodeada de carros de bombeiros.

Para afastar o risco do incêndio, o Corpo de Bombeiros do areoporto jogou espuma sobre a pista, que permaneceu fechada por volta das 19h40. 

Preconceito:  Após xingar Nordeste de 'escroto', piloto se desculpa 

A FAB considerou o pouso bem sucedido. O piloto comunicou a torre sobre os problemas no trem de pouso às 17h08 e só aterrissou às 17h53. Segundo a FAB, neste período, o avião fez sobrevoo por Brasília para gastar combustível e minimizar riscos de incêndio na aterrissagem.

A Avianca informou que o avião chegou de forma "segura" ao aeroporto de Brasília e que todos os passageiros foram "desembarcados e transportados, em ônibus, até o terminal".  Ainda de acordo com a empresa, dos 44 passageiros, 20 seguiram viagem em outros voos da própria companhia; 14 tinham Brasília como destido e nove adultos e uma criança foram acomodados em um hotel da cidade. 

Com Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.