Um dos grupo usava lavanderias e postos de combustíveis para movimentar valores provenientes de atividade criminosa

Operação Lava Jato da Polícia Federal
Divulgação
Operação Lava Jato da Polícia Federal

Uma operação da Polícia Federal deflagrada na manhã desta segunda-feira (17) visa a desarticular quadrilhas suspeitas de lavar cerca de R$ 10 bilhões.

Hotel e carros de luxo são alvo de operação da PF contra lavagem de dinheiro

A chamada Operação Lava Jato deve cumprir 81 mandados de busca e apreensão, 18 mandados de prisão preventiva, dez mandados de prisão temporária e 19 mandados de condução coercitiva em 17 cidades do Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Mato Grosso e no Distrito Federal.

Leia também:

Polícia Federal bate recorde de apreensão de drogas em 2013

Polícia Federal investiga fraude de R$ 73 milhões na Mega-Sena

Veja fotos das apreensões:

Um dos grupos usava uma rede de lavanderias e postos de combustíveis para movimentar valores provenientes de práticas criminosas.

De acordo com a PF, o grupo investigado envolve alguns dos principais personagens do mercado clandestino de câmbio no Brasil e é responsável pela movimentação financeira e lavagem de ativos de diversas pessoas físicas e jurídicas envolvidas com tráfico internacional de drogas, corrupção de agentes públicos, sonegação fiscal, evasão de divisas, extração, contrabando de pedras preciosas e desvios de recursos públicos, entre outros crimes.

São cumpridas também ordens de seqüestro de imóveis de alto padrão, além da apreensão de patrimônio adquirido por meio de práticas criminosas, e bloqueio de dezenas de contas e aplicações bancárias. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal no Estado do Paraná.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.