Pelo menos 17 pessoas estão amarradas com corda em delegacia de Macau. Vídeos foram divulgados pelo Sinpol

O Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Sinpol-RN) divulgou dois vídeos gravados na delegacia de Macau, cidade a cerca de 180 quilômetros da capital Natal, nesta terça-feira (11), em que uma das detentas amarradas com corda relata que está dormindo no chão, ao lado de homens e mulheres.  Veja os vídeos:

Mais: Lotada, delegacia do RN tem presos amarrados por corda em corredor

Grávida fala sobre condições que está sendo mantida em delegacia de Macau

Grávida de três meses, ela afirma que está presa há 17 dias e que desde então não tem nenhum acompanhamento médico. "Tem muito homem aqui, todo misturado. Eu tô presa aqui há 17 dias, sem consulta, dormindo quase na rua, sem condições de usar o banheiro".

Entre os presos, há uma mulher que está amamentando. "Meu menino tá em casa jogado com um menino de treze anos porque a minha menina de 17 anos trabalha e não pode olhar. O de 13 anos nem indo pro colégio tá porque não tem quem faça comida pra ele ir", disse.

Vídeo mostra como 17 pessoas estão sendo tratadas em delegacia, no RN

De acordo com o sindicato, as celas da delegacia estão lotadas e por falta de algemas, os presos estão amarrados no corredor. Os policiais de Macau informaram que, antes do carnaval, alguns presos já estavam lá, mas a situação se agravou depois da semana de festas. Um dos presos teria conseguido fugir.

Diante desse quadro, o sindicato pediu remoção urgente dos presos, caso contrário os agentes serão orientados a deixar a delegacia. "Os policiais civis deverão deixar o prédio e irem imediatamente se apresentar na delegacia geral, visto que essa situação, além de degradante, é de total insegurança para a sociedade e para os policiais civis”, afirmou Renata Pimenta, vice-presidente do Sinpol-RN.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.