Nível do Rio Madeira, em Rondônia, chega a quase 18,5 metros

Por Agência Brasil |

Texto

Mais de 400 famílias perderam suas casas e mil estão abrigadas em escolas e templos religiosos, segundo bombeiros

Agência Brasil

O nível do Rio Madeira, que corta Porto Velho, em Rondônia, atingiu a marca dos 18,46 metros na manhã desta segunda-feira (24), de acordo com a Defesa Civil da capital. São 26 centímetros a mais que o registrado no final de semana. Segundo levantamento do Corpo de Bombeiros do estado, mais de 400 famílias perderam suas casas e mil estão abrigadas em escolas e templos religiosos.

Mais: Situação dos ribeirinhos do Rio Madeira está controlada, após cheia recorde

Governo do Acre decreta situação de emergência e aguarda liberação de recursos federais. Foto: Secom Acre/Sergio ValeRio atingiu a marca de 17,81 metros acima do nível normal. Foto:  Marcos Freire / DecomMais de mil famílias estão sendo atendidas em abrigos improvisados, em escolas e igrejas. Foto:  Marcos Freire / DecomEstado deve receber o segundo carregamento de medicamentos enviado pelo Ministério da Saúde. Foto:  Marcos Freire / DecomDoações são recolhidas e distribuídas pela Defesa Civil. Foto:  Marcos Freire / DecomExpectativa é de que o impacto em Rondônia só ocorrerá daqui a cerca de seis dias. Foto:  Marcos Freire / DecomCheia bate recorde no rio Madeira, em Rondônia. Foto:  Marcos Freire / Decom

Um desses abrigos é a Paróquia São João Bosco, no centro de Porto Velho, onde o padre Miguel Fernandes organiza o recebimento de donativos. “Estamos recebendo alimentos não perecíveis, roupas, até móveis, porque muitas pessoas perderam tudo. Então, tudo é bem-vindo.”

Segundo o tenente-coronel Denargli da Costa Farias, do Corpo de Bombeiros de Rondônia, atualmente, em Porto Velho, o clima está bom, com céu parcialmente aberto, sem chuva. Entretanto, tem chovido em regiões da Bolívia, o que influencia diretamente o nível do Rio Madeira. “A tendência é que chova na Bolívia nos próximos 15 a 20 dias, segundo informações que recebemos do Sipam [Sistema de Monitoramento da Amazônia]. Quando chove lá, a água leva cerca de quatro a cinco dias para chegar aqui, então a tendência é que aumente ainda mais o nível do rio”.

Já no Acre, o nível dos rios que cortam o estado começa a baixar. O Rio Acre – que atravessa Brasileia, Xapuri e Rio Branco – chegou aos 13,74 metros. Na última semana, o nível das águas havia ultrapassado os 15 metros. Nos municípios de Tarauacá, Cruzeiro do Sul e Sena Madureira o nível dos rios também diminuiu.

De acordo com dados do governo local, 331 famílias continuam abrigadas no Parque de Exposições de Rio Branco. Neste fim de semana, homens da Força Aérea Brasileira descarregaram na capital acriana aproximadamente 18 toneladas de frutas, verduras e legumes.

Leia tudo sobre: rio madeirarondônia
Texto

notícias relacionadas