Foragido, Caio Silva de Souza, de 23 anos , foi encontrado em uma pensão em Feira de Santana nesta madrugada

Caio Silva de Souza, de 23 anos, suspeito de participação na morte de Santiago Andrade
Divulgação
Caio Silva de Souza, de 23 anos, suspeito de participação na morte de Santiago Andrade

O principal suspeito da morte do cinegrafista da TV Bandeirantes, Santiago Andrade, de 49 anos, foi encontrado por volta das 3h em uma pensão na cidade de Feira de Santana (BA), segundo afirmou o delegado Maurício Luciano de Almeida e Silva, responsável pelo caso, em entrevista por telefone à emissora de TV GloboNews. Caio Silva de Souza, de 23 anos, já tinha prisão preventiva decretada desde a noite da última segunda-feira (10), e estava sendo procurado desde as 6h de ontem, quando terminou o prazo para que ele se entregasse à polícia. 

Vídeo mostra socorro a cinegrafista ferido em protesto no Rio

Suspeito de atirar rojão já foi detido por tráfico de drogas

De acordo com o delegado, Souza não reagiu ou ofereceu resistência diante  da voz de prisão e foi encaminhado ao aeroporto de Salvador (BA) para embarque com destino ao Rio de Janeiro. A previsão de chegada no aeroporto Galeão, no Rio, é de 9h (horário de Brasília). Ao desembarcar, prosseguirá para a Cidade da Polícia, no Jacarezinho.

Assista às imagens do ataque ao cinegrafista:

A polícia civil do Rio já monitorava o suspeito, segundo o delegado, e sabia que ele havia embarcado em uma viagem com destino ao interior do Ceará, onde reside um avô.

Veja imagens do protesto no Rio:

Souza foi identificado a partir do relato de Fábio Raposo, de 23 anos. Raposo foi detido como coautor do crime por entregar os explosivos a Souza e o reconheceu em foto mostrada pela polícia. A imagem de Souza já havia sido divulgada oficialmente pelo Disk-denúncia, sob designação de "Procurado".

Caio Silva de Souza no aeroporto de Salvador ao lado do advogado Jonas Tadeu Nunes
Reprodução/TV Globo
Caio Silva de Souza no aeroporto de Salvador ao lado do advogado Jonas Tadeu Nunes

Se ambos forem condenados, poderão pegar até 35 anos de prisão por homícidio doloso qualificado por uso de explosivos e crime de explosão . 

O delegado relata que não há dúvida da participação de Souza na morte do cinegrafista, mas que o acusado ainda não se confessou culpado. Nenhum depoimento formal de Souza foi colhido ainda. De acordo com o delegado, posteriormente uma coletiva será realizada. 

Santiago Andrade foi ferido pelo artefato explosivo durante protesto contra o aumento das passagens de ônibus , realizado na última quinta-feira (6), no Centro do Rio. O corpo do cinegrafista será cremado na quinta-feira (13). 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.