'Uma das hipóteses é descarga elétrica', diz diretor do ONS sobre apagão

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Chipp diz que falha humana está descartada. Relatório sobre o apagão deve ficar pronto em até 15 dias

Reuters

A avaliação de possíveis causas para os dois curto-circuitos em linhas de transmissão que levaram a um apagão de energia em diversos Estados do país na terça-feira começaram a ser estudadas por um grupo técnico nessa quinta-feira e um relatório conclusivo deve ficar pronto em até 15 dias.

Falha provoca apagão em parte do Norte, Sudeste, Centro-Oeste e Sul do País

Governo descarta racionamento após apagão que atingiu 6 milhões

"Uma das hipóteses é descarga elétrica", disse o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, ao ser abordado por jornalistas quando saía da sede da autarquia, ao se referir à possibilidade de um raio ter atingido o sistema.

Há informações de que descargas elétricas foram detectadas perto de uma das linhas afetadas pelo curto-circuito. "Os técnicos estão fazendo uma releitura dos equipamentos, se houve dano ao isolador, verificam porque o raio provocou o curto e se foi um raio", disse Chipp.

"Só daqui a 15 dias (vamos saber), quando acredito que o relatório deve ficar pronto", adicionou.

Ano passado: Apagão atinge todos os Estados do Nordeste

Fevereiro de 2011. Apagão deixa o Nordeste às escuras

Mais uma vez, Chipp descartou a possibilidade de falha humana ou mecânica para o apagão dessa semana. "Mas pode ser que o curto tenha sido provocado por outros fenômenos. Falha humana está descartada", frisou.

Leia tudo sobre: apagãoons

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas