Incêndio interrompe produção em refinaria da Petrobras

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo a empresa, procedimentos de emergência funcionaram e não houve feridos no incidente

Um incêndio interrompeu a produção da unidade de Coque da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), no Rio de Janeiro, da Petrobras na noite de ontem (4), conforme informou a estatal por meio de nota à imprensa. O incidente, segundo a empresa, ficou restrito a um equipamento específico e não deixou feridos nem causou danos ambientais.

A Petrobras informa ainda que todos os sistemas e procedimentos de segurança funcionaram conforme o previsto e a unidade de Coque está preservada. Uma comissão foi designada, segundo a companhia, para investigar as causas do acidente.

As autoridades competentes também estão sendo informadas sobre a evolução dos trabalhos, de acordo com a Petrobras.

O incêndio na Reduc foi o quatro incidente desse tipo numa refinaria da Petrobras desde o final de novembro. O sindicato da categoria questiona as práticas de segurança da companhia, na medida em que a Petrobras elevou sua capacidade de processamento para 98% - algo praticamente inédito na indústria, que normalmente opera a 85% de sua capacidade - para atender a demanda por gasolina, diesel e outros produtos.

Embora a Petrobras não tenha dito se o fogo vai afetar a produção da refinaria, a empresa não pode perder capacidade de processamento por um período longo sem prejudicar suas finanças. A Petrobras já luta com déficit em sua capacidade de refino e tem de importar grandes quantidades de gasolina e diesel para atender a demanda doméstica.

As importações prejudicaram os lucros porque os combustíveis são vendidos com desconto em relação aos preços internacionais. O governo, que é o maior acionista da Petrobras, reluta em repassar os preços mais altos para os consumidores por temer um aumento da inflação, atualmente perto dos 6% ao ano.

A Reduc processa cerca de 240 mil barris de petróleo por dia, mais de 10% da capacidade de refino brasileira. Recentemente, a Petrobrás retomou as atividades da refinaria Repar, no Paraná, depois de um incêndio que impediu o funcionamento do local por quase um mês. Outras duas instalações também registraram incêndios.

*Com informações da Agência Estado

Leia tudo sobre: refinariaPetrobrás

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas