Total de mortos por chuvas em Minas Gerais e Espírito Santo chega a 38

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Desabamento mata dois e sobe número de vítimas no ES para 20; Em Minas Gerais, número de mortos soma 18


Chuva ainda causa estragos e alagamentos em Serra (ES) nesta terça-feira (24/12). Foto: Flávio GSouza/Futura PressDilma Rousseff sobrevoa áreas atingidas pela chuva no Espírito Santo (24/12). Foto: Roberto Stuckert Filho/PR Chuva causou estragos e alagamentos na rodovia ES-010, na cidade de Serra (23/12). Foto: Alex Gouvêa/Futura PressAlagamentos no bairro Jacaraípe, em Serra (ES. Defesa Civil oferece apoio aos atingidos (23/12). Foto: Alex Gouvêa/Futura PressSegundo a Defesa Civil, uma pessoa morreu no domingo, no município de Itaguaçu (22/12). Foto: Defesa Civil/ESEstado do Espírito Santo foi atingido por forte chuvas no final de semana; mais de 40 mil deixaram suas casas (21/12). Foto: Defesa Civil/ES

As chuvas em Minas Gerais e no Espírito Santo já deixaram 38 vítimas. No Espírito Santo subiu para 20 mortos em decorrência da chuva que atinge todo o Estado. Mais cedo a Defesa Civil do estado havia divulgado que o número de mortos era 21.

A correção se deveu ao fato de que duas vítimas foram contabilizadas em duplicidade nos municípios de Baixo Guandu e Itaguaçu: a pessoa residia em uma localidade que pertence aos dois municípios.

Aumentou para 61.379 o número de pessoas que tiveram que sair de suas casas. Destas, 5.689 pessoas foram acolhidas em abrigos e 55.690 estão em casas de parentes e amigos. Já são 52 municípios capixabas atingidos.

Conheça a home do Último Segundo

Em Minas Gerais, um desabamento de terra , em Juiz de Fora, na Zona da Mata,  matou Maria da Conceição Aparecida do Nascimento, 50 anos, elevando para 18 o número de mortos por causa das chuvas.  

A Defesa Civil tinha confirmado na quarta-feira (25) a morte da 17ª vítima, o menino Leandro de Souza Batista, 07 anos, que estava desaparecido depois de um desabamento no minicípio de Sardoá. 

Leia mais: Dilma visita região afetada pela chuva no Espírito Santo

De acordo com a defesa civil de Minas são 3.410 desalojados e 744 desabrigados. Mais de 6 mil casas foram danificadas e 67, destruídas.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) informa que podem ocorrer chuvas fortes para hoje (25) e amanhã (26) e que a tendência é que elas continuem provocando desastres naturais nas áreas vulneráveis de Minas Gerais e do Espírito Santo e nas regiões norte e noroeste do Rio de Janeiro. .

Norte do RJ em alerta
Nas cidades de Itaperuna e Cardoso Moreira, o Rio Muriaé passou de estado de atenção, ontem (24), para estado de alerta hoje – mesma situação do Rio Paraíba do Sul em Campo de Goytacazes. O Rio Carangola permanece em estado de atenção nas cidades de Porciúncula e Natividade. Segundo o sistema do Inea, todos os rios da Região Serrana e da Baixada Fluminense saíram nesta quarta-feira do estado de atenção.

O leste de Minas Gerais e o norte do Espírito Santo, regiões cortadas pelo Rio Doce, são as principais áreas afetadas. Não chovia tanto na região desde 1979.

(Com informações da Agência Estado e agência Brasil)

Leia tudo sobre: chuvasminas geraisespírito santo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas