Infraero registra 150 voos atrasados no primeiro sábado da Operação Fim de Ano

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo a Anac, 315 servidores trabalharão em turnos diferentes para cobrir os períodos de maior movimento e de grande fluxo de passageiros nos aeroportos do País

Agência Brasil

Renato S. Cerqueira/Futura Press
Movimentação no Aeroporto de Congonhas, na zona Sul de São Paulo

No início do primeiro fim de semana da Operação Fim de Ano anunciada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para fiscalizar as empresas aéreas e evitar atrasos nos aeroportos, a Infraero registrou, até 17h, 150 voos atrasados (9,1%) em todos o país, dos 1.642 voos previstos. De acordo com levantamento feito pela Infraero, 46 voos (2,8%) foram cancelados, e 15 estão atrasados.

Conheça a nova home do Último Segundo

Clima e parada técnica impedem avaliação do novo sistema de navegação

Segundo divulgou a Anac, 315 servidores trabalharão em turnos para cobrir os períodos de maior movimento e de grande fluxo de passageiros. A nota da agência informa que, em Brasília, Guarulhos (SP) e no Galeão(RJ), a fiscalização será feita 24 horas.

Os três aeroportos paulistas que vão entrar na intensificação da fiscalização por parte da Anac tiveram neste sábado (14), até as 16h, cancelamentos e atrasos de voos acima do normal. No Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital, três voos foram cancelados e cinco tiveram atrasos (de um total de 129 voos programados).

Tragédia da Gol destrava investimentos e espaço aéreo fica mais seguro no País
Entenda: Acidentes aéreos mataram 3,5 mil em 460 tragédias registradas no Brasil

No aeroporto de Guarulhos, foram registrados 27 atrasos e um cancelamento (de um total de 169 voos programados). Em Campinas, no aeroporto de Viracopos, houve um cancelamento e seis atrasos (do total de 97 voos programados).

Em Brasília, dos 107 voos previstos, 18 estão atrasados (16,8%), e três (2,8%) foram cancelados. A reportagem não identificou fiscais da Anac de plantão no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek. A Agência Brasil tentou contactar o assessor plantonista no número do celular divulgado pelo site da Anac, mas as ligações não foram atendidas.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas