Dilma chama de 'alarmantes' dados sobre aumento de casos de estupro no Brasil

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

No Twitter, Dilma diz que seu governo é 'defensor intransigente' da igualdade entre homens e mulheres

A presidente Dilma Rousseff classificou nesta terça-feira (5) de “alarmantes” os dados de aumento dos casos de estupro no Brasil, divulgados na segunda-feira na 7ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Em 2012, houve crescimento de 18,17%, n número total de estupros superando o de homicídios dolosos.

Conheça a nova home do Último Segundo

Leia mais: Estupros crescem 18% e superam homicídios dolosos no Brasil

Reprodução
Dilma Rousseff fala sobre aumento de casos de estupro no Brasil e cita programa do governo

Em seu Twitter, Dilma afirmou que o seu governo é “defensor intransigente da igualdade de direitos entre homens e mulheres”, citou o avanço da Lei Maria da Penha e lembrou o Casa da Mulher, programa lançado por ela, para o combate à violência contra a mulher. “As Casas da Mulher reúnem num único lugar a delegacia da mulher, os juizados e as varas, as defensorias, as promotorias e a equipe psicossocial de apoio às vítimas de violência. É projeto conjunto com os governos estaduais, as prefeituras e a Justiça”.

O estudo, baseado em informações do IBGE e do Sistema Nacional de Estatísticas em Segurança Pública (Sinesp), crava em 26,1 a taxa de estupros para grupos de 100 mil habitantes: foram 50.617 os casos no ano passado, contra 47.136 homicídios dolosos.

Com taxa de 52,2, Roraima é o Estado com mais estupros proporcionais, seguido por Rondônia (49) e Santa Catarina (45,8). Mas esses índices podem ser ainda maiores já que os três Estados fazem parte do "grupo 2", cujas informações são consideradas de baixa credibilidade pelo Fórum.

Leia tudo sobre: estuprodilma rousseff

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas