Feriado de Finados será com chuva na maior parte do País; Rio e SP devem ter sol

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Regiões Sul e Nordeste podem ter chuva forte, alerta a Climatempo. Sudeste deve ter tempo mais firme

O primeiro fim de semana de novembro deve ser debaixo de chuva na maior parte do País. A chuva será favorecida por um sistema de baixa pressão que espalha nuvens carregadas pelo Sul e Nordeste do Brasil. Em boa parte dos três Estados do Sul, a Climatempo alerta para temporal acompanhado de queda de raios e possibilidade de granizo. No Nordeste, o aumento na instabilidade favorece a chuva, que pode ser significativa, inclusive em algumas áreas de sertão. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, os ares de outono se despedem e os dias serão marcados por sol e calor.

Leia também:
Veja o que funciona no feriado de Finados
Veja o que abre e fecha no feriado de Finados em São Paulo
Veja o que abre e fecha no feriado no Rio
Veja o que abre e fecha no feriado de Finados em Belo Horizonte

Leia abaixo a previsão do tempo completa para a sua região:

Região Sudeste

Nesta sexta-feira (1), os ventos úmidos que sopram do oceano, que estão associados a um sistema de alta pressão em alto mar, mantém nuvens espalhadas sobre o leste paulista, o Rio de Janeiro e a região dos Lagos. Nestas localidades, os ares se mantêm típicos de outono para esta época do ano e o sol aparece entre algumas nuvens. No centro-norte paulista, no triângulo e sul mineiro, o calor e a alta umidade favorecem a formação de nuvens e as pancadas ocorrem em pontos isolados. Nas demais áreas, a circulação dos ventos em altos níveis, influenciados por uma frente fria, mantém o tempo instável e a chuva acontece a qualquer hora.

Dudu Macedo/Futura Press
Túmulos floridos e enfeitados no Cemitério do Bonfim, em Belo Horizonte (MG), no ano passado

No sábado (2), feriado de Finados, uma mudança no padrão de circulação dos ventos em altos níveis indicam a despedida do tempo “outonal” e os ares característicos da primavera voltam a imperar, principalmente sobre a capital paulista e fluminense, onde a temperatura sobe rapidamente. De acordo com os meteorologistas da Climatempo, no centro-leste de São Paulo, no Rio de Janeiro, Espírito Santo e grande parte de Minas Gerais, o ar seco volta a predominar e não há previsão de chuva. Nas demais áreas paulistas e no triângulo e oeste mineiro, o calor e a disponibilidade de umidade ajudam a formar nuvens e as pancadas ocorrem a partir da tarde. No nordeste mineiro, o sol aparece, mas sempre entre algumas nuvens devido a uma frente fria ao largo do litoral sul da Bahia.

No domingo (3), o ar seco segue a predominar e a temperatura dispara no centro-leste paulista, no Rio de Janeiro, na maior parte do Espírito Santo e de Minas Gerais. No norte capixaba, no triângulo e no oeste mineiro, a nebulosidade se forma com facilidade e a chuva está prevista ao longo da tarde, mas de forma isolada. No extremo oeste paulista, inclusive em Presidente Prudente, a nebulosidade predomina intercalando aberturas de sol e as pancadas de chuva ocorrem a qualquer hora. Apesar do tempo instável, a sensação será de abafamento.

Região Sul

Nesta sexta-feira (1), um sistema de baixa pressão formado na Argentina dá origem a uma nova frente fria que avança para o Sul do Brasil. O alerta é para as áreas de fronteira, entre Uruguaiana e Rio Grande, que podem registrar temporais com queda raios, rajadas de ventos e possibilidade de queda de granizo. Ao longo do dia, a chuva pode acumular volumes significativos. Nas demais áreas da região, inclusive as três capitais, o predomínio é da massa de ar seco que inibe a formação de nuvens de chuva. O sol aparece desde cedo, mas em Curitiba, no litoral paranaense e no Vale do Itajaí, sempre entre algumas nuvens. Nestas localidades, inclusive em Porto Alegre e Florianópolis, a temperatura sobe devido à situação pré-frontal (que antecede a chegada de uma frente fria).

No sábado (2), feriado de Finados, a frente fria avança entre o sul gaúcho e o Uruguai. Desta forma, a circulação de ventos associada a passagem deste sistema favorece o aumento da nebulosidade em grande parte da Região. Entre Uruguaiana e a Campanha gaúcha, o dia amanhece com céu nublado e com chuva frequente. Nas localidades entre o litoral sul do Rio Grande do Sul, Bagé e São Luiz Gonzaga e o extremo oeste paranaense, inclusive em Foz do Iguaçu, à medida que a frente fria avança, a nebulosidade aumenta ao longo do dia. A chuva ocorre a qualquer hora, porém de forma mais generalizada a partir da tarde. No nordeste gaúcho, em Chapecó e no interior paranaense, a previsão é de pancadas entre a tarde e a noite. Em Porto Alegre, especificamente, a chuva cai ao anoitecer. Segundo a Climatempo, os três Estados estão sujeitos a temporal com chuva e ventos fortes acompanhado de queda de raios.

No domingo (3), com o deslocamento deste sistema sobre o Sul do Brasil, grande parte dos três Estados ainda fica em alerta para temporais. Entre o litoral sul gaúcho, Porto Alegre, Chapecó e sudoeste paranaense, o céu fica nublado com períodos de chuva frequente. Pelo interior paranaense e catarinense bem como no sul do Estado, a nebulosidade predomina e as pancadas acontecem a qualquer hora. Nas demais áreas do Paraná e no Vale do Itajaí, o sol aparece mais forte e, a partir da tarde, a nebulosidade aumenta e ocorrem pancadas de chuva, mas de forma isolada. Entre a Campanha gaúcha, Bagé e São Luiz Gonzaga, a chuva está prevista durante as primeiras horas da manhã. A partir da tarde, não há previsão de chuva. Em Uruguaiana, o dia será marcado por tempo firme, informa a Climatempo.

Região Centro-Oeste

Nesta sexta-feira (1), áreas de instabilidade formadas por causa do tempo quente e úmido espalham nuvens carregadas sobre o Mato Grosso, a maior parte de Goiás, inclusive no Distrito Federal, e no noroeste sul-mato-grossense. Nestas localidades, a nebulosidade predomina intercalando algumas aberturas de sol e a chuva acontece a qualquer hora. A Climatempo alerta para o risco de temporais em alguns momentos, mas de forma isolada. No sul de Goiás, regiões próximas a Rio Verde e as demais localidades do Mato Grosso do Sul, o sol aparece mais forte e, por causa do aquecimento e a alta umidade do ar, as nuvens se formam com facilidade e ocorrem pancadas de chuva em pontos isolados.

No sábado (2), feriado de Finados, as áreas de instabilidade ficam restritas principalmente ao estado do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e centro-sul de Goiás. Achuva acontece a qualquer hora com até forte intensidade em alguns momentos. Nas demais áreas de Goiás, inclusive no Distrito Federal, a chuva está prevista a partir da tarde. Em Brasília a chance de temporais diminui significativamente.

No domingo (3), a passagem de uma frente fria pelo Sul do Brasil ajuda a organizar muitas áreas de instabilidade pelo leste sul-mato-grossense e pantanal do Mato Grosso, onde o céu fica nublado e a chuva acontece de forma frequente. No centro-norte de Goiás, o que inclui o Distrito Federal, o sol aparece e, devido ao forte aquecimento e alta umidade relativa do ar, as nuvens se formam facilmente e ocorrem pancadas de chuva a partir da tarde. Nas demais áreas, a nebulosidade predomina intercalando rápidas aberturas de sol e a chuva acontece em diversos períodos do dia. Há risco de temporal em pontos isolados.

Região Norte

Nesta sexta-feira (1), o sol aparece forte sobre o Amapá, Belém (PA) e também no norte e leste do Tocantins. Nestas áreas, o forte aquecimento e a disponibilidade de umidade favorecem o crescimento de nuvens e as pancadas de chuva estão previstas a partir da tarde. Nas demais localidades, a nebulosidade predomina intercalando breves aberturas de sol, mas as chuvas acontecem com até forte intensidade a qualquer hora. A sensação é de abafamento em grande parte da região.

No sábado (2), as áreas de instabilidade ficam restritas no centro-leste do Amazonas, centro-sul do Acre e em Rondônia, onde a chuva acontece ao longo do dia e não é possível descartar o risco de temporais em alguns momentos. Nas demais áreas, o sol aparece forte e a temperatura aumenta. Segundo a Climatempo, desta forma, associada à alta umidade, as nuvens se formam com facilidade e a chuva acontece em pontos isolados.

Domingo (3), a circulação dos ventos muda rapidamente as localidades onde as chuvas acontecem no Norte. No centro-leste do Acre e do Pará, no centro-norte de Rondônia, centro-sul do Amazonas e no Amapá, a chuva acontece a partir da tarde, mas de forma rápida e passageira. Nas demais áreas, as nuvens de chuva se espalham com facilidade e as pancadas ocorrem a qualquer hora do dia.

Região Nordeste

Nesta sexta-feira (1), uma frente fria ao largo do litoral da Bahia mantém o tempo instável nas praias do litoral sul baiano, onde a nebulosidade predomina e a chuva continua frequente. Na faixa litorânea entre Salvador (BA) e Natal (RN), os ventos úmidos que sopram do oceano favorecem o aumento de nuvens e a chuva acontece de forma passageira. Em Barreiras (BA), no sul do Piauí e do Maranhão, o calor e a alta umidade ajudam a formar nuvens e, desta forma, as pancadas ocorrem em pontos isolados. Nas demais áreas, o ar seco predomina, faz calor e não há previsões de chuva.

Sábado (2), feriado de Finados, um sistema conhecido como VCAN (Vórtice Ciclônico em Altos Níveis) que é de baixa pressão nos níveis mais altos da atmosfera, se forma e favorece o aumento significativo da chuva em grande parte da região, inclusive em algumas áreas de sertão, até o começo da primeira semana de novembro. Entre Alagoas e o Rio Grande do Norte, as pancadas ocorrem várias vezes ao longo do dia, o que pode acumular volumes elevados já neste fim de semana. No litoral sul baiano, o tempo segue instável e com períodos frequentes de chuva. Em Bom Jesus da Lapa, Salvador, no norte do Ceará, Piauí e na maior parte do Maranhão, a chuva acontece de forma isolada. Nas demais áreas, inclusive no sudeste maranhense, o ar seco predomina, faz calor e não chove, informa a Climatempo.

No domingo (3), o sistema VCAN espalha muitas nuvens desde o litoral sul da Bahia ao interior do Maranhão. Nestas localidades, a nebulosidade predomina e a chuva acontece a qualquer hora. No norte do Ceará, Piauí e do Maranhão e no oeste da Bahia, as pancadas estão previstas a partir da tarde devido ao forte aquecimento e a disponibilidade de umidade. Nas demais áreas, o sol aparece mais forte, a temperatura dispara e não chove.

Leia tudo sobre: feriadodia de finadosprevisão do tempo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas