PF desarticula quadrilhas de contrabandistas e prende 35 suspeitos em flagrante

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo a PF, a soma dos tributos evadidos e multas decorrentes da operação superam R$ 40 milhões

Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira (24), em Foz do Iguaçu (PR) e em mais três cidades, uma operação para desarticular organização criminosa acusada da prática dos crimes de contrabando e descaminho, principalmente de cigarros provenientes do Paraguai. Segundo a PF, a soma dos tributos evadidos e multas decorrentes superam R$ 40 milhões.

Conheça a nova home do Último Segundo

Durante a Operação Dupla Face, realizada em parceria com a Receita Federal, foram cumpridos 18 mandados de prisão preventiva e 21 de busca e apreensão nas cidades paranaenses de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu e Medianeira e, também, em Belém (PA).

Outra ação: PF prende suspeitos de movimentar mais de R$ 100 milhões com tráfico de mulheres

Divlugação
Material apreendido pela Polícia Federal

A Polícia Federal explicou, ainda, que para evitar que os produtos contrabandeados passassem por pontos de fiscalização na BR 277, a quadrilha usava uma espécie de “batedores”. Ou seja, carros iam na frente dos caminhões repassando informações sobre operações da polícia. Além disso, segundo a PF, servidores públicos e pessoas que trabalhavam na rodovia foram cooptados pelo grupo.

Ao longo das investigações da Operação Dupla Face, 35 pessoas foram presas em flagrante, em sua maioria motoristas e “batedores”. Também foram apreendidos cerca de R$ 30 milhões em mercadorias e 46 veículos, a maior parte carretas e caminhões, carregados com cigarros. A quadrilha também financiava carros em nome de terceiros para usá-los no transporte dos produtos contrabandeados.

Os presos responderão pelos crimes de contrabando, descaminho, organização criminosa, formação de quadrilha, receptação e adulteração de sinal de veículo automotor. De acordo com o Código Penal, o contrabando se dá com a entrada ou saída de produto proibido, ou que atente contra a saúde ou a moralidade. Já o descaminho é a entrada ou saída de produtos permitidos, mas sem passar pelos tramites burocráticos e tributários devidos

Leia tudo sobre: pfpolícia federalfoz do iguaçu

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas