Morre Gabriela Leite, fundadora da Daspu

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ativista que lutava contra câncer de pulmão dá nome a projeto de lei pela regularização dos profissionais do sexo

Reprodução/Facebook
Gabriela Leite, fundadora da Daspu, e o deputado federal Jean Wyllys

Morreu aos 62 anos a ativista Gabriela Leite, na noite de quinta-feira (10), no Rio de Janeiro. Líder do movimento de prostitutas, Gabriela criou a marca Daspu, a ONG Davida e a Rede Brasileira de Prostitutas. A ativista passava por quimioterapia para tratamento de um câncer de pulmão e havia sido internada na quarta-feira (9) com complicações. 

Conheça a nova home do Último Segundo

O velório começa às 7h no Cemitério do Catumbi, com cerimônia marcada para as 8h30. O enterro está marcado para as 9h30.

Gabriela Leite dá nome ao projeto de lei de autoria do deputado federal Jean Wyllys que propõe a regularização dos profissionais do sexo.  O projeto é analisado por uma subcomissão instalada na Câmara dos Deputados. 

"Desafio": assista ao debate sobre profissionalização da prostituição

O deputado lamentou o falecimento de Gabriela nas redes sociais. "Obrigado por ter me/nos ensinado que cada mulher pode ser considerada digna, independentemente de quais sejam suas escolhas."

Mais:
60% dos homens do Congresso usam prostitutas, diz Jean Wyllys
Jean Wyllys ofende Congresso com fala sobre prostituição, reagem colegas


Leia tudo sobre: brasiligspdaspugabriela leitejean wyllysprostituiçãoprostituta

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas