Correios fazem proposta para fim da greve

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

De acordo com nota, toda rede de atendimento está aberta e todos os serviços estão disponíveis

Agência Brasil

Reunidos desde o início da tarde desta quinta-feira (12), representantes dos Correios e da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresa de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) e com sindicatos de Bauru, do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Norte, de Rondônia, de São Paulo e do Tocantins para negociar o fim da greve iniciada hoje.

Leia também:
Funcionários dos Correios entram em greve em vários Estados do País
Pelo menos seis dos 35 sindicatos estão em greve, dizem Correios

Futura Press
Funcionários dos Correios fazem protesto na avenida Paulista nesta quinta-feira (12)

A proposta sinaliza um reajuste de 8% nos salários, garantia da manutenção de todos os benefícios com reposição da inflação integral no período (6,27%), vale-extra no valor de R$ 650,65, a ser creditado em dezembro, e vale-cultura, dentro das regras de adesão ao programa implementado pelo governo federal.

A proposta deve ser votada em assembleia pela Fentect e pelos sindicatos. Os Correios informaram, em nota, que "a manutenção da proposta está condicionada à suspensão, até amanhã, sexta-feira, da paralisação que está ocorrendo em algumas localidades, bem como não fazer quaisquer novas paralisações".

Leia tudo sobre: CorreiosgrevesindicatosreajusteBrasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas