Segundo a Climatempo, tempo instável deve ficar concentrado nos extremos do Brasil neste fim de semana

A maios parte do País deve ter o tempo firme neste fim de semana de Feriado de Independência, informou a Climatempo. Uma massa de ar seco predomina sobre parte do Brasil e deixará o clima com sol e baixa umidade. No Sul, a aproximação uma nova frente fria provoca o retorno da chuva. Em São Paulo, Rio de Janeiro e interior mineiro, os dias serão marcados por elevação da temperatura e baixa umidade do ar. No litoral da Bahia, o tempo fica instável e com risco de chuva forte. No Norte, a intensificação dos ventos favorece o retorno de grandes áreas de instabilidade que caracterizam a transição para a nova estação: primavera.

Mais: Veja o que abre e fecha no Brasil durante o feriado
SP: Confira os horários de funcionamento dos serviços na capital

Veja abaixo todos os detalhes da previsão do tempo para todas as regiões:

Região Sudeste

Feriado cívico deve ser de tempo firma no interior do Brasil
Nivaldo Souza/iG Brasília
Feriado cívico deve ser de tempo firma no interior do Brasil

Nesta sexta-feira (6), a frente fria se afasta do Sudeste do Brasil, mas a circulação de ventos gerados pela passagem deste sistema mantém nuvens e umidade elevadas em todo o leste da região. No litoral paulista, no Rio de Janeiro, sudeste de Minas Gerais, Vales do Rio Doce e do Jequitinhonha e no sul capixaba, o sol aparece entre nuvens, mas não há previsão de chuva. Em Aimorés, São Mateus e em Vitória, o céu fica nublado com períodos de garoa. Nas demais áreas, o ar seco predomina e mantém o tempo firme. A temperatura entra em elevação e faz calor, principalmente pelo interior destes estados. A Climatempo informa que, nestas localidades, a umidade relativa fica baixa.

No sábado (7), dia em que é celebrado a Independência do Brasil, a nebulosidade perde força e o ar seco predomina em grande parte do Sudeste. O sol brilha forte, a temperatura entra em elevação e faz calor. Nos Vales do Jequitinhonha e do Rio Doce, em Aimorés, Vitória e em São Mateus, o sol aparece um pouco mais fraco e entre algumas nuvens. Por causa da presença do ar seco, a Climatempo mantém o alerta a baixa umidade relativa do ar.

No domingo (8), áreas de instabilidade vindas do oceano espalham muitas nuvens sobre São Mateus, onde chove a qualquer hora. Em Araçuaí, no norte mineiro, o sol aparece, mas sempre entre algumas nuvens. Nas demais áreas, o ar seco mantém o tempo firme, faz calor e não chove.

Região Sul

Nesta sexta-feira (6), ar seco predomina sobre a maior parte do Sul do Brasil. Exceto no leste de Santa Catarina, inclusive em Florianópolis, e em Paranaguá, onde o sol aparece fraco entre algumas nuvens, que se formam devido aos ventos úmidos que sopram do oceano. Nas demais áreas, o sol aparece mais forte e a temperatura entra em elevação. De acordo com os meteorologistas da Climatempo, não há previsão de chuva em toda a região.

No sábado (7), as localidades do Vale do Itajaí, em Curitiba e litoral paranaense podem amanhecer com nevoeiro por causa do resfriamento da madrugada. À medida que o sol aparece e a temperatura sobe este fenômeno logo se dissipa. Ao longo da tarde, por causa do ar seco, o tempo fica firme em quase toda a Região. É que uma frente fria se aproxima e provoca o aumento da umidade nas cidades gaúchas que fazem fronteira com o Uruguai. Desta forma, as nuvens se formam com facilidade e ocorrem pancadas de chuva em pontos isolados. Faz calor nos três Estados.

No domingo (8), a frente fria avança e muda o tempo grande parte do Sul do Brasil. No centro-sul gaúcho, o céu fica nublado com chuva desde o amanhecer e que pode ser forte em alguns momentos. Em Rio Grande, a intensidade diminui e, ao longo da tarde, ocorrem apenas períodos de garoa. Na faixa entre São Luiz Gonzaga e Porto Alegre, a nebulosidade predomina intercalando aberturas de sol e acontecem pancadas de chuva a qualquer hora. No norte do Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, exceto o Vale do Itajaí, e no sudoeste paranaense, o sol aparece, faz calor e estão previstas pancadas de chuva a partir da tarde. Nas demais áreas, o ar seco predomina e mantém o tempo firme.

Região Centro-Oeste

Nesta sexta-feira (6), a intensificação dos ventos favorece o aumento da umidade relativa do ar sobre Mato Grosso e a maior parte de Goiás. Desta forma, o forte aquecimento ajuda a formar nuvens que provocam chuva a partir da tarde, mas de forma isolada. Nas demais áreas, o ar seco predomina e o tempo fica firme.

No sábado (7), o sol aparece e a temperatura sobe rapidamente em toda a região, inclusive em Brasília onde não há expectativa de chuva durante o desfile cívico em comemoração a data. Em Mato Grosso, no noroeste de Mato Grosso do Sul, inclusive em Corumbá, e em Barra do Garças, as nuvens se formam com facilidade por causa da alta umidade e o forte aquecimento. A partir da tarde, as pancadas de chuva ocorrem em pontos isolados. Nas demais áreas, o ar seco inibe a formação de nuvens, o sol predomina e faz calor. Por causa da presença deste sistema, a umidade fica baixa nestas localidades.

No domingo (8), áreas de instabilidade provocam chuva a qualquer hora sobre o oeste mato-grossense, mas, mesmo assim, o sol aparece em meio à nebulosidade. Pelo interior do Estado e no centro-oeste de Mato Grosso do Sul, o sol aparece, mas há previsão de chuva a partir da tarde. Em Campo Grande, Distrito Federal e demais áreas, o ar seco mantém o tempo firme com baixa umidade do ar.

Região Norte

Nesta sexta-feira (6), áreas de instabilidade formadas por causa do tempo quente, úmido e abafado provocam chuva com até forte intensidade a qualquer hora sobre o Amazonas, Roraima e em Altamira, Tucuruí e Santarém. O retorno das fortes pancadas de chuva indica a transição para a nova estação: a primavera. Nas demais áreas, o calor e alta umidade ajudam a formar nuvens e, desta forma, as pancadas de chuva ocorrem a partir da tarde.

No sábado (7), o sol aparece em toda a região. Porém, no Amazonas, centro-norte de Rondônia e em Roraima, a nebulosidade predomina e a chuva acontece a qualquer hora. Há o alerta para o risco de temporal em alguns momentos. Nas outras localidades do Norte do Brasil, o sol aparece e faz calor. O aquecimento associado à alta umidade forma nuvens que provocam chuva em pontos isolados. No Tocantins, o ar seco mantém o tempo firme e não chove.

No domingo (8), o leste da região fica sob influência de áreas de instabilidade, que provocam chuva no decorrer do dia. No Pará, exceto no sudeste do Estado, e no Amapá, o calor e alta umidade ajudam a formar nuvens que provocam chuva a partir da tarde. Nas demais áreas, o sol predomina, a temperatura sobe rapidamente e não chove.

Região Nordeste

Nesta sexta-feira (5), uma frente fria ao largo do litoral baiano espalha muitas nuvens sobre o leste do Estado e em Aracajú, onde chove a qualquer hora do dia intercalando breves aberturas de sol. Na faixa entre Maceió à Natal, no Maranhão e em Teresina, a umidade vinda do oceano provoca chuva a partir da tarde, mas de forma isolada. Pelo interior da Bahia, o sol aparece mais fraco e entre algumas nuvens. Nas demais áreas, o ar seco mantém o tempo firme e não chove.

No sábado (7), a frente fria se afasta, mas ainda deixa muitas nuvens espalhadas sobre o litoral da Bahia. Há a previsão de chuva a qualquer hora nestas localidades, inclusive em Salvador em Ilhéus, onde há risco de chuva forte e que pode acumular grandes volumes. Entre Maceió à Natal, em Teresina e na maior parte do Maranhão, a chuva acontece de forma isolada a partir da tarde. Pelo interior da Bahia, o sol aparece, mas sempre em meio a alguma nebulosidade. Nas demais áreas, o sol predomina e faz calor.

No domingo (8), a circulação dos ventos gerada pelo afastamento da frente fria mantém a previsão de chuva a qualquer hora sobre o leste baiano, inclusive em Vitória da Conquista e em Aracaju, capital de Sergipe. Entre Maceió à Natal e no centro-norte do Maranhão, os ventos vindos do oceano favorecem a formação de nuvens que provocam chuva rápida a partir da tarde. Nas demais áreas, o ar seco predomina faz calor e não chove.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.