Laboratório encontra pelo de rato em mais um lote do ketchup Heinz

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Fragmentos de pelo de roedores foram encontrados por laboratório de Goiás em terceiro lote do ketchup Heinz

Agência Estado

Foi identificado um terceiro lote do ketchup Heinz, fabricado pela empresa Delimex, e importado do México pela Quero Alimentos, contendo fragmentos de pelo de roedores. Já tinha sido detectada contaminação nos lotes 2C30 e 2k04, mas uma análise realizada no lote 2C31, confirmou que ele também tinha pedaços de pelo de roedor, então houve uma interdição cautelar do lote. No final da tarde desta quarta-feira (21) representantes da fábrica tinham reunião na Superintendência Estadual de Vigilância em Saúde (Suvisa) de Goiás sobre as contaminações.

O problema: Anvisa confirma pelo de rato em ketchup da Heinz
Anvisa proíbe distribuição de lote do ketchup Heinz e Procon convoca empresa

Getty Images
O ketchup Heinz

Depois disso serão definidas novas coletas de amostras e outras inspeções da Suvisa na importadora, situada no município de Nerópolis, na região metropolitana de Goiânia, segundo informações da Gerência de Vigilância de Produtos da Suvisa.

A análise que flagrou a contaminação do terceiro lote do ketchup foi solicitada pela Associação de Consumidores (Proteste) à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e providenciada pela Suvisa. A serviço da superintendência, o Laboratório Central de Saúde Pública de Goiás fez a análise do terceiro lote em fevereiro.

Inicialmente, as amostras que seriam conferidas eram as dos lotes 2C30 e 2k04, já analisadas pela Proteste e pela Anvisa através do Laboratório Adolf Lutz. Porém não foram encontradas embalagens dos dois lotes em Goiás, então foi escolhido o lote mais próximo, que era o 2C31.

A Vigilância de Produtos informou ainda, que ao confirmar a contaminação no lote, o órgão instaurou um processo administrativo-sanitário contra a fábrica da Heinz em Nerópolis. A empresa, então, apresentou sua defesa e o processo foi transitado e julgado e a empresa notificada e autuada por importar e comercializar o produto fora dos padrões de identidade e qualidade, com aplicação de multa. Além disso, a Suvisa emitiu intimação para o recolhimento do lote 2C31 o que teria sido comprovado pela Heinz. 

Empresa

A Heinz Brasil informou através de sua assessoria de imprensa que "após procedimento administrativo em Goiás, em fevereiro, tomou a iniciativa de retirar imediatamente do mercado produto importado do México em 2012 relacionado ao caso", diz a nota.

"A companhia reafirma que todos os seus produtos são fabricados com o mais alto padrão de qualidade e passam por rigorosos controles de produção e qualidade, atestados pela fiscalização dos órgãos competentes", finaliza a nota.

Leia tudo sobre: ketchup heinzpelo de ratoroedor

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas