Multidão de fiéis causou tensão, disse jornal espanhol e TV norte-americana. Publicação francesa exalta o "bom papa"

Agência Brasil

A chegada do papa Francisco ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude teve repercussão, nesta terça-feira, em veículos da imprensa internacional, que destacaram a confusão ocorrida na retenção do comboio que levava o pontífice da Base Aérea do Galeão. Além disso, citaram os protestos violentos realizados na noite de ontem (22). 

Saiba tudo sobre a Jornada Mundial da Juventude
Protestos: PMs e manifestantes usam câmeras para flagrar possíveis abusos
Francisco reza missa para cardeais e toma sorvete em 2º dia no Rio de Janeiro

Reprodução do site do jornal espanhol El País que citou os protestos violentos no Rio
Reprodução
Reprodução do site do jornal espanhol El País que citou os protestos violentos no Rio


O site do jornal espanhol El País destacou na capa que a chegada do papa foi marcada por confusão e problemas de segurança. De acordo com o jornal, o papa “não apenas recusou o papamóvel blindado, como também escolheu um dos menores carros do mercado (um Fiat Idea) e uma escolta reduzida ao mínimo para fazer o trajeto até o Palácio do Governo”.

Artefato é encontrado no santuário de Aparecida, em SP

Os jornalistas Pablo Ordaz e Juan Arias informaram que o motorista do papa errou o caminho e provocou momentos alarmantes por causa de uma multidão que cercou o veículo. “Os agentes da polícia do Vaticano – a pé, junto ao carro do papa – tiveram muitos problemas para manter a ordem”.

Versão online do canal CNN que noticiou a vinda da papa Francisco ao Brasil
Reprodução
Versão online do canal CNN que noticiou a vinda da papa Francisco ao Brasil

No site do jornal New York Times, a reportagem informa que, em sua primeira viagem internacional, o papa não comentou os protestos que vêm acontecendo no Brasil e enfatizou a importância da evangelização dos jovens. O jornal destacou o fato de o carro que transportou o pontífice estar com a janela aberta. “As pessoas se reuniram em volta do veículo, estendendo os braços na direção do papa”, escreveu o correspondente Simon Romero.

A emissora norte-americana e site de notícias CNN também enfatizou a preocupação com a segurança do papa em decorrência da bomba caseira encontrada no domingo (21) no Santuário Nacional de Aparecida , onde o pontífice celebrará missa, na quarta-feira (24).

A enviada especial do jornal francês Le Monde, Stéphanie Le Bars, destacou a imagem de “bom papa” de Francisco, sorridente e acessível aos fiéis. O texto também informou que o pontífice não presenciou os protestos que ocorreram em frente ao Palácio Guanabara, onde foi recepcionado por autoridades brasileiras.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.